Bazuca do BCE anima bolsas. Lisboa já ganha quase 8% na semana

O reforço dos estímulos pelo BCE está a animar os investidores. As bolsas europeias caminham para uma semana como já não se via desde meados de abril. PSI-20 já acumula ganhos de quase 8%.

As bolsas europeias estão perto de fechar a melhor semana desde meados de abril, prosseguindo a trajetória de recuperação para valores que não eram vistos desde a chegada do surto pandémico ao Velho Continente. O principal índice português acompanha esta tendência positiva depois de o Banco Central Europeu (BCE) ter anunciado um reforço do programa de estímulos económicos no valor de 600 mil milhões de euros.

As previsões económicas dos BCE desanimaram os investidores na sessão desta quinta-feira, mas o reforço da bazuca está a dar gás aos mercados de capitais europeus. O Stoxx 600 avança 0,7%, o francês CAC-40 recupera 1%, o espanhol IBEX soma 1,4% e o alemão DAX valoriza 1,1%. Em Lisboa, o português PSI-20 regista ganhos de 1,09%, para 4.671,54 pontos, acumulando já uma valorização de 7,8% na última semana.

Bolsa de Lisboa ganha quase 8% na semana

O BCP volta a destacar-se no principal índice nacional com uma valorização de 1,92%, para 11,67 cêntimos, o que contribui para a subida do PSI-20. Também a Mota-Engil brilha, estando a ganhar 4,94%, para 1,316 euros, depois de ter anunciado um novo contrato de 115 milhões de euros em Angola para desenvolver um projeto financiado pelo Banco Mundial.

Com o Brent a valorizar mais 1,05% em Londres, para 40,41 dólares o barril de petróleo, a Galp Energia avança 1,46%, para 11,82 euros por ação. Já a EDP soma 0,21%, para 4,395 euros, enquanto a EDP Renováveis sobe 0,16%, para 12,58 euros.

À semelhança do verificado no início desta semana, a Pharol também continua a ganhar valor. As ações da antiga holding da Portugal Telecom somam 5,94%, para 10,7 cêntimos, conferindo à empresa liderada por Luís Palha da Silva um ganho acumulado de mais de 40% desde segunda-feira e negociando em terreno positivo no acumulado desde o início do ano, nomeadamente uma valorização de 6,83%.

Semapa e Navigator somam, respetivamente, 2,95% e 2,79%, enquanto a Altri ganha 1,83%. No retalho, a Sonae avança 2,03%, para 72,95 cêntimos, enquanto a Jerónimo Martins destaca-se pela negativa, sendo a única empresa a negociar em baixa. Os títulos da dona do Pingo Doce perdem 0,22%, para 15,69 euros.

(Notícia atualizada pela última vez às 8h25)

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Bazuca do BCE anima bolsas. Lisboa já ganha quase 8% na semana

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião