Isabel dos Santos fecha empresas em Portugal

  • ECO
  • 15 Junho 2020

Empresária angolana fechou “vários” escritórios de empresas em Portugal, levando ao despedimento de “dezenas” de trabalhadores. Nega estar a ser investigada por branqueamento e fraude fiscal.

Isabel dos Santos fechou “vários” escritórios de empresas em Portugal, levando ao despedimento de “dezenas” de trabalhadores, depois ter tido contas bancárias arrestadas, avança o Correio da Manhã (acesso pago).

O representante da empresária angolana explicou que “várias empresas portuguesas e angolanas enfrentam grandes dificuldades porque o Ministério Público português impediu e impede o pagamento de salários a trabalhadores portugueses, impede o pagamento de rendas, de água, de luz, de condomínio, dos contratos aos serviços informáticos e servidores, e inclusive impede o pagamento de impostos”.

A empresária angolana nega estar a ser investigada por branqueamento de capitais e fraude fiscal em inquérito que será relativo à compra da Efacec, em 2015. O mesmo representante da empresária afirmou, que em relação ao inquérito do Ministério Público (MP), “é falso que Isabel dos Santos esteja a ser investigada por suspeitas de branqueamento de capitais e fraude fiscal na operação de aquisição da Efacec, em 2015”. Nega ainda que tenha havido arresto de bens e contas bancárias no âmbito desse processo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Isabel dos Santos fecha empresas em Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião