Costa defende na CNN que Portugal é um destino seguro para os turistas

  • Lusa
  • 16 Junho 2020

"Portugal foi um dos países que mais testou por milhão de habitantes e apresenta números de confiança", defende o primeiro-ministro.

O primeiro-ministro defende, em declarações à CNN, que Portugal é um destino seguro para os turistas, alegando que foi um dos países europeus que mais testes realizou e que apresenta melhores indicadores no controlo da covid-19.

Numa breve entrevista gravada na segunda-feira à noite, António Costa destaca à cadeia de televisão norte-americana que em Portugal foi celebrado um protocolo entre as autoridades de saúde e os representantes da hotelaria nacional no sentido de garantir condições de segurança e de higiene a quem visitar o país.

“Portugal foi um dos países que mais testou por milhão de habitantes e apresenta números de confiança. Ora, a confiança é um fator essencial para a escolha do destino de férias“, sustenta o primeiro-ministro. Na notícia, com cerca de três minutos, o repórter da CNN Fred Pleitegen assinala que o turismo português foi duramente atingido pela pandemia de covid-19 e acrescenta que a economia portuguesa é das mais dependentes face à procura turística.

Logo a seguir, aponta também que Portugal foi dos países que mais cedo se confinou para combater a propagação do novo coronavírus e que as autoridades portuguesas são vistas como um caso de “sucesso” no controlo da pandemia.

Na reportagem, além de se mencionar que quem chega ao aeroporto de Lisboa é alvo de um controlo de temperatura, é entrevistado um casal alemão, no Largo Portas do Sol, na Freguesia de Santa Maria Maior, em Lisboa, que diz sentir-se seguro na sua visita a Portugal.

Na segunda-feira, na apresentação da nova campanha do Turismo de Portugal, o primeiro-ministro deixou uma mensagem tendo então como alvo o mercado interno. António Costa convidou os portugueses a fazerem férias “cá dentro” aproveitando o privilégio de visitarem ou redescobrir o país que por três anos consecutivos – 2017, 2018 e 2019 – foi considerado o melhor destino turístico do mundo.

“Se temos o privilégio de viver no melhor destino do mundo, então só nos resta aproveitá-lo”, argumentou. “Temos de proteger a nossa saúde, mas temos também de proteger os rendimentos, o emprego e as empresas e de fazer viver estes territórios, que fazem de Portugal o melhor destino do mundo e que dependem muito de haver ou não haver turistas”, declarou ainda o primeiro-ministro.

Antes, o ministro da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira já tinha enfatizado a mensagem de que esta oportunidade de os portugueses serem turistas no seu país e também uma oportunidade para se investir nas comunidades nacionais, nas empresas portuguesas.

A campanha “TuPodes, Visita Portugal, apresentada pelo presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, representa um investimento de dois milhões de euros, vai estar em exibição até ao final do ano e arranca esta terça-feira com o lançamento de um filme protagonizado por turistas de várias nacionalidades, que já visitaram Portugal e que apelam para que os Portugueses se deixem contagiar pela vontade de explorar os sons, as paisagens, a cultura ou a gastronomia do país.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Costa defende na CNN que Portugal é um destino seguro para os turistas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião