Vodafone cria kit Covid com tablet e até botão de pânico. Disponibiliza-o a doentes internados em casa

A Vodafone está a desenvolver kits para doentes com Covid-19 que possam ser tratados em casa. Incluem tablet, termómetro, oxímetro, medidor de tensão, balança e até botão de pânico.

O número de casos de Covid-19 em Portugal continua a subir, mas a esmagadora maioria dos doentes fica a recuperar da doença a partir de casa. A pensar nesta solução de hospitalização domiciliária, a Vodafone, em conjunto com uma equipa médica do Hospital Garcia de Orta, desenvolveu uma solução de apoio à telemedicina que passa pelo fornecimento de “kits” com equipamentos médicos que podem ser usados pelos doentes durante o tratamento em casa.

“Na prática, os doentes infetados com Covid-19 que, após receberem tratamento hospitalar, cumpram os requisitos médicos para continuar a terapêutica em casa, levam consigo um kit médico: um tablet, um termómetro, um oxímetro, um medidor de tensão, uma balança, um glucómetro e um botão de pânico, para que possam sentir-se sempre acompanhados por um profissional de saúde ou por um cuidador profissional”, informa a Vodafone num comunicado.

A operadora não revela o número de kits que já foram fornecidos. Aponta, contudo, que a solução já está a ser usada para “ajudar as vítimas da pandemia” nos hospitais Garcia de Orta (Almada) e de Santa Maria (Lisboa). O kit é fornecido aos doentes que ficam internados em casa, sendo devolvidos após a confirmação de que recuperaram da doença.

“Todos os sensores estão ligados a um health hub, não precisam de ser emparelhados e ligam-se automaticamente, não exigindo conhecimentos técnicos aos utilizadores. A solução funciona mesmo se o tablet estiver desligado ou sem bateria. A ‘enfermeira virtual’ dá todas as indicações necessárias para garantir que a monitorização do estado de saúde do doente é efetuada de forma correta”, explica a Vodafone.

Esta solução já estava a ser desenvolvida antes da pandemia e, em março, a fase piloto já estava em curso, na altura em que foram implementadas as restrições do estado de emergência para tentar travar o surto em Portugal. “Com o intensificar da pandemia”, aponta a Vodafone, “a mesma foi imediatamente adotada para dar resposta às necessidades da atual conjuntura”.

Na perspetiva da empresa liderada por Mário Vaz, estas tecnologias associadas à Internet of Things (IoT) permitem aos hospitais “anteciparem o regresso a casa dos pacientes infetados”, garantindo “um acompanhamento médico remoto permanente e uma monitorização em tempo real da evolução do estado de saúde dos doentes”. Um exemplo de como a tecnologia está a apoiar o combate à pandemia, evitando a sobrecarga dos sistemas de saúde.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Vodafone cria kit Covid com tablet e até botão de pânico. Disponibiliza-o a doentes internados em casa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião