Empresa têxtil transforma cachecóis em máscaras sociais. 100% do lucro reverte para o Banco Alimentar

A Federação Portuguesa de Futebol reciclou milhares de cachecóis para a produção de máscaras sociais. O total do valor angariado reverte para Banco Alimentar contra a Fome.

A Barata Garcia, empresa têxtil localizada em Barcelos, ajudou a Federação Portuguesa de Futebol a dar uma segunda vida a milhares de cachecóis de apoio à Seleção Nacional, transformando-os em máscaras sociais. 100% do lucro reverte para a Rede de Emergência do Banco Alimentar contra a Fome.

“Todo o valor gerado reverterá na sua totalidade para a Rede de Emergência do Banco Alimentar contra a Fome. Queremos muito que as pessoas deem a sua cara por esta causa e usem a máscara com orgulho nacional, sabendo que todo o lucro gerado irá alimentar famílias carenciadas”, explica o diretor de marketing da FPF, Nuno Moura, na pagina oficial da Federação.

Desde o início da pandemia, a Federação Portuguesa de Futebol já angariou mais de 2,5 milhões de euros em ações de solidariedade.

A presidente da Federação dos Bancos Alimentares contra a Fome, Isabel Jonet, aplaudiu a iniciativa da FPF, valorizando o facto de conciliar a vertente ambiental com a social. “Acho extraordinário que se consiga de uma forma tão inteligente e, aparentemente, tão simples juntar essas duas vertentes numa só iniciativa. Por um lado, há a reciclagem dos cachecóis; por outro, a responsabilidade social, ao fazer reverter para a Rede de Emergência Alimentar os valores da venda das máscaras”.

As máscaras são certificadas pelo Centro Tecnológico Têxtil e Vestuário (Citeve), são produzidas com material reciclado dos cachecóis e estão à venda na loja online da Federação Portuguesa de Futebol.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Empresa têxtil transforma cachecóis em máscaras sociais. 100% do lucro reverte para o Banco Alimentar

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião