Estas são as 20 advogadas portuguesas destacadas na Península Ibérica

Entre as 60 advogadas da Península Ibérica destacadas na Iberian Lawyer pelo seu papel na advocacia e na sociedade, 20 são portuguesas. Conheça a lista aqui.

A revista espanhola Iberian Lawyer destacou 60 advogadas da Península Ibérica pelo seu papel na advocacia e na sociedade, bem como ao seu percurso profissional. Entre as referenciadas pela publicação estão 20 advogadas portuguesas.

Em Portugal, a advocacia esteve durante vários anos vedada às mulheres. Só em 1918 é que viram assegurado o seu direito de acesso à advocacia. 102 anos depois no setor ainda existem muitas mudanças a fazer de forma a garantir a paridade de géneros nos vários aspetos inerentes ao funcionamento das sociedades. Em março à Advocatus, profissionais da área da advocacia garantiram ser necessário mudar mentalidades, desde o topo da pirâmide até à base, pois só assim o setor conseguirá evoluir.

Desde advogadas de grandes firmas a in house, descubra aqui quem são as 20 advogadas destacadas na Iberian Lawyer.

Alexandra Reis lidera a equipa dos serviços jurídicos da Tabaqueira – afiliada portuguesa da Philip Morris International – e ainda coordena localmente a área e ética & compliance. Com cerca de 25 anos de experiência, a advogada é especialista nas áreas de comercial, concorrência, labora e aviação. Na Tabaqueira há cerca de 17 anos, o seu percurso profissional conta ainda com a passagem na Macedo Vitorino & Associados, cerca de dois anos, e na PGA Portugalia Airlines, durante seis anos.

A advogada é sócia do departamento financeiro da SRS Advogados, desde 2009, e ao longo do seu percurso tem prestado aconselhamento jurídico em várias operações financeiras. Alexandra Valente conta ainda com uma vasta experiência em assessorias no âmbito de operações de M&A, corporate finance, private equity, reestrututrações financeiras e societárias. Com mais de 20 anos de experiência, a advogada colaborou com a Simmons & Simmons, Simmons & Simmons Rebelo de Sousa e F. Castelo Branco, Pedro Rebelo de Sousa & Associados.

Bárbara Godinho Correia é sócia na área de corporate M&A da PLMJ, desde 2013, estando ao serviço da firma há 25 anos. A advogada tem sido uma presença assídua nas principais transações de M&A efetuadas em Portugal, incluindo operações de fusões, privatizações e aquisições. Distinguida como uma das 60 melhores advogadas da Península Ibérica, a sócia da PLMJ centra a sua prática nas áreas de corporate/M&A e private equity. Bárbara Godinho Correia é ainda membra da International Association of Young Lawyers.

Carla de Abreu Lopes é in house na Samsung Electronics Portugal desde 2012. Com cerca de 20 anos de experiência, a advogada já colaborou com a Garrigues, entre 2002 e 2012, onde foi sénior e posteriormente associada. Na Samsung desenvolveu modelos de contratos para os clientes e fornecedores e implementou várias políticas internas de forma a garantir o cumprimento da lei. Carla de Abreu Lopes é especialista em direito da União Europeia e da concorrência, tendo escrito vários artigos sobre esta última área.

A advogada fundou o seu próprio escritório, Belim, aos 35 anos, após ter passado pela Deloitte e pela Vieira de Almeida, cerca de dez anos. Catarina Belim centra a sua prática na área de direito fiscal e aduaneiro, áreas com especial foco na sua firma. Com várias distinções no seu currículo, a advogada presta assessoria a clientes nas suas áreas de prática. Integra ainda várias organizações como a IVA – International VAT Association, a GLCA – Global Legal Customs Association e a AIJA – International Association of Young Lawyers, e a lista de árbitros do Centro de Arbitragem Administrativa.

Inês Albuquerque e Castro é sócia da FCB Advogados, desde 2017, entrando para a firma em 2015. Atualmente, coordena o departamento de direito laboral e da segurança social. Com mais de 20 anos de experiência, a advogada presta assessoria aos departamentos jurídicos e de recursos humanos de empresas, nacionais e internacionais, dos mais diversos setores de atividade. Inês Albuquerque e Castro colaborou ainda na preparação e redação do Código do Trabalho de 2003. O seu percurso profissional conta ainda com a passagem na PLMJ, Albino Jacinto, Fernando Fraga & Associados, Gabinete de Secretaria de Estado de ministério do Trabalho, VdA e Miranda.

Isabel Charraz é conselheira jurídica para Portugal, Grécia, Chipre e Malta da Citibank Europe Plc, desde 2019, e in house na Citi, desde 2003. Com cerca de 20 anos de experiência, a advogada é responsável em prestar aconselhamento jurídico e apoio ao todos os departamentos do banco, contactar com as autoridades reguladoras e de supervisão nos mercados bancários e de capitais, dar assessoria a todas as questões laborais, prestar apoio jurídico aos serviços de IT, entre outras responsabilidades. Até 2014, Isabel Charraz foi Anti-Money Laundering Compliance Officer.

Isabel Fernandes é diretora dos serviços jurídicos do Grupo Visabeira desde 2006 e assegura a assessoria e consultoria técnica em todas as matérias jurídicas da empresa. Para a advogada, ser head of legal de uma empresa implica “ser ‘parceiro do negócio’ desenvolvido pela estrutura empresarial em que se integra”. Isabel Fernandes presta apoio nos assuntos comerciais e societários da multinacional, na regulação de relações parassociais e de relacionamento entre os órgãos sociais, os acionistas e demais stakeholders, e na negociação de contratos e preparação de documentos societários. No Grupo há 14 anos, o seu percurso profissional conta ainda com a passagem pelo International Bureau of Fiscal Documentation, PricewaterhouseCoopers Moçambique, Gabinete de Tradução Jurídica – Macau Senior Consultant e ministério da Justiça.

Lara Reis é global head of compliance no Haitong Bank Gropu, desde 2018. Com cerca de 15 anos de experiência, a advogada já colaborou com a Clifford Chance, entre 2010 e 2017, onde foi associada sénior e associada, com a VdA, entre 2007 e 2011 enquanto associada, com o Banco ITAÚ Europa, em 2009, e com a PLMJ, entre 2005 e 2007. Na Haitong, Lara Reis, gere uma equipa de 15 profissionais de compliance das zonas de Lisboa, Londres, Madrid, Varsóvia e São Paulo, e é ainda a diretora de proteção de dados do Haitong Bank Group.

A advogada in house da Novartis Farma – Produtos Farmacêuticos e Novartis Portugal, desde 2011, centra a sua prática nas áreas de corporate, propriedade intelectual, privacidade e concorrência. Com cerca de 22 anos de experiência, Leonor Pisarra já colaborou com a Vieira de Almeida, entre 1998 e 2011, onde foi managing associate. Com uma reconhecida carreira na indústria farmacêutica, desempenha o cargo de country chief legal officer e chief legal officer & country compliance head na Novartis.

A advogada é sócia responsável pela área de comunicações, proteção de dados & tecnologia e pelo setor aeroespacial da VdA, integrando a firma em 1994. Magda Cocco possui uma vasta experiência no setor das comunicações em várias jurisdições, chegando a liderar equipas multidisciplinares em diversos projetos, assessorado Governos e reguladores na definição de políticas regulatórias e na elaboração legislativa. Na área de proteção de dados tem prestado aconselhamento a empresas de diversos setores de atividade e no setor espacial está envolvida em projetos, como a negociação de contratos para a construção e lançamento de satélites. Representa a VdA na International Astranautic Federation.

Magda Viçoso é sócia contratada da Morais Leitão, desde 2018, e integra a equipa de comercial, M&A e mercado de capitais do escritório. A advogada já colaborou com os CTT, entre 2015 e 2018, onde foi responsável pela equipa jurídica, e com a PLMJ, entre 2001 e 2014, onde coordenava o grupo de mercado de capitais e era sócia. Centra a sua prática nas áreas de mercados de capitais, M&A, societário e bancário, tendo adquirido uma vasta experiência através da assistência em ofertas públicas e privadas de ações, ofertas públicas de aquisição, fusões e aquisições, e parcerias e privatizações. Magda Viçoso tem uma especialização nas áreas de societário e compliance de sociedades cotadas.

Margarida Rosado da Fonseca é a responsável pela equipa de europeu e concorrência da Campos Ferreira, Sá Carneiro & Associados, desde 2019. Com mais de 20 anos de experiência, têm prestado aconselhamento jurídico a clientes privados e a entidades públicas, nos mais diversos setores de atividade, tanto a nível nacional como internacional. A advogada tem também experiência no aconselhamento de clientes em procedimentos de investigação de práticas anticoncorrenciais e de auxílios ao Estado. Margarida Rosado da Fonseca já integrou a DLA Piper, entre 2017 e 2019, a ABBC Advogados, entre 2016 e 2017, a Autoridade da Concorrência, entre 2013 e 2015, Secretaria de Estado do primeiro-ministro, entre 2011 e 2012, a Morais Leitão, entre 2001 e 2011, a PLMJ, entre 1998 e 2000, e a Marques Mendes Advogados, entre 1997 e 1998.

Mariana Caldeira Sarávia é sócia do departamento de direito laboral e segurança social da SRS, desde 2013, estando ao serviço da firma há 11 anos. A advogada tem uma vasta experiência na assessoria jurídica a empresas de diferentes setores de atividade, nacionais e internacionais, bem como na definição de modelos flexíveis de contratação, reorganização de tempos de trabalho e em processos de restruturação. A sócia da SRS tem participado em importantes processos de reestruturações do país. O seu percurso profissional conta com a passagem na firma Rebelo de Sousa & Advogados Associados, em 1998, e na Comissão Europeia, entre 1997 e 1998.

Mónica Carneiro Pacheco é sócia da CMS Rui Pena & Arnaut, desde 2007, e tem desenvolvido a sua atividade na área de direito público, em especial em direito da energia, projetos PPP, contratação pública, concessões e ambiente. A advogada já colaborou com a Uría Menéndez-Proença de Carvalho, entre 1996 e 2005, onde foi sócia responsável pelo departamento de direito público, e com o escritório Dr. Mário Esteves de Oliveira, entre 1991 e 1993. Mónica Carneiro Pacheco foi ainda adjunta no ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, entre 1994 e 1995.

A advogada in house do Novo Banco, desde 2010, possui experiência em transações de mercado de capitais, derivados, valores mobiliários e banca. O seu percurso profissional passou ainda pelo escritório em Lisboa da Linklaters, entre 2003 e 2010, onde foi associada de corporate finance, e pelo escritório de Madrid da mesma firma, e 2004, enquanto associada. Patrícia Afonso Fonseca trabalha ainda com autoridades reguladoras e de supervisão bancária e financeira.

Raquel Galinha Roque é sócia fundadora da CRS Advogados, desde 2015, e possui uma vasta experiência na área de contencioso, mas concretamente na vertente económico-empresarial, nomeadamente societário, insolvência, administrativo e fiscal. A advogada tem ainda desenvolvido a sua atividade junto de sociedades comerciais e civis. Raquel Galinha Roque colaborou com a PMBGR, entre 2006 e 2008, e durante seis anos exerceu em nome individual. Desde 2014 que é representante dos Jovens Advogados Portugueses no Conselho Regional de Lisboa da Ordem dos Advogados.

Rita Samoreno Gomes é sócia e co-coordenadora da área de resolução de litígios da PLMJ, desde 2016, estando ao serviço da firma há 23 anos. A advogada centra a sua prática na área de contencioso financeiro, focando-se na assessoria jurídica a clientes, como bancos, em ações judiciais relacionadas com instrumentos financeiros emitidos ou vendidos em regime de intermediação financeira, responsabilidade civil dos administradores e conflitos societários. A sócia da PLMJ distinguida como uma das 60 melhores advogadas da Península Ibérica tem estado envolvida em vários processos judiciais de grande repercussão e complexidade em representação de bancos nacionais e internacionais.

Sofia Gomes da Costa é sócia na área de imobiliário, urbanismo e turismo da PLMJ, desde 2005, entrando para a firma em 1994. Com mais de 20 anos de experiência, a advogada tem centrado a sua atividade em operações de investimento transfronteiriças, aquisição, financiamento e gestão de ativos de grandes carteiras de imóveis, fusões e aquisições. Sofia Gomes da Costa possui ainda experiência na estruturação de investimentos regulados pela lei Shari’ah. Distinguida anualmente por vários diretórios, a a sócia da PLMJ tem participado em importantes aquisições e transações imobiliárias realizadas tanto em Portugal como em vários outros países.

A advogada é sócia da CMS Rui Pena & Arnaut, integrando a firma em 2010. Susana Afonso possui uma vasta experiência na área de direito do trabalho, área que coordena na firma, supervisionando a assessoria jurídico-laboral day-to-day a empresas nacionais e internacionais. Tem participado e coordenado alguns importantes processos de reestruturação do país, em particular no setor financeiro, segurador, industrial, construção civil, aviação, retalho, farmacêutico e serviços. A sócia da CMS colaborou com a Simmons & Simmons, entre 2003 e 2009 enquanto managing associate, e com a SRS Advogados, entre 2009 e 2010 enquanto sócia.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Estas são as 20 advogadas portuguesas destacadas na Península Ibérica

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião