OPEP+ estuda aumentar produção de petróleo em agosto. Reúne quarta-feira para decidir

  • ECO
  • 12 Julho 2020

Um grupo de países da OPEP, liderado pela Arábia Saudita, estará a pressionar o grupo para aliviar o corte na produção de petróleo acordado em abril, já a partir de agosto.

Um grupo de países produtores de petróleo, incluindo a Arábia Saudita, estará a pressionar a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e aliados a aumentarem a produção de matéria-prima a partir de agosto. Em causa estará a retoma da procura num cenário de reabertura gradual da economia mundial.

A notícia foi avançada pelo The Wall Street Journal (acesso pago), que aponta para a possibilidade de o grupo OPEP+ — que incluindo países aliados liderados pela Rússia — vir a aliviar o atual corte na produção, dos 9,2 milhões de barris por dia acordados em abril, para um corte de apenas 7,7 milhões de barris diários, ou seja, mais dois milhões de barris que poderão ser produzidos pelo grupo.

Segundo o jornal, os países da OPEP e os aliados vão voltar à mesa das negociações esta quarta-feira, onde deverá ser analisado este aumento na produção de petróleo e a evolução da procura pela matéria-prima, depois de o confinamento ter levado a uma queda significativa no consumo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

OPEP+ estuda aumentar produção de petróleo em agosto. Reúne quarta-feira para decidir

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião