Mais duas mortes e 306 novos casos de Covid-19. 83% na região de Lisboa e Vale do Tejo

  • ECO
  • 13 Julho 2020

Aumentou para 46.818 o número de casos de infetados com coronavírus no país. Até ao momento, registam-se 1.662 mortes e 31.065 pessoas recuperadas da doença.

Há mais 306 novos casos de coronavírus face a este domingo, elevando para 46.818 o número total de pessoas infetadas com a doença. A região de Lisboa e Vale do Tejo continua a concentrar o maior número de novas infeções, com 83% do total. Até ao momento morreram 1.662 pessoas e contam-se 31.065 casos de recuperação.

Do número total de infetados, a maioria está a fazer o tratamento em casa, sendo que apenas 467 estão internados, dos quais 63 nos cuidados intensivos. Há 1.291 pessoas a aguardar resultados laboratoriais e mais de 34 mil sob vigilância das autoridades de saúde.

Desde que apareceu em Portugal, no início de março, o coronavírus já provocou a morte de 1.662 pessoas, duas das quais nas últimas 24 horas. Já quanto ao número de recuperados, está em 31.065.

Boletim epidemiológico de 13 de julho

Tal como se tem observado nos últimos dias, a região de Lisboa e Vale do Tejo concentra a maioria das novas infeções. Dos 306 novos casos registados nas últimas 24 horas, 254 foram nesta região: 83% do total do país.

Lisboa é a região com mais casos registados até ao momento (22.865 casos de infeção e 541 mortes), à frente do Norte (118.142 casos e 823 mortes), do Centro (4.276 casos e 250 mortes), do Algarve (708 casos e 15 mortes) e do Alentejo (576 casos e 18 mortes). Nas ilhas, os Açores registam 152 casos e 15 mortos, enquanto a Madeira tem 99 pessoas infetadas.

Portugal regista 120 novos casos por cada 100.000 habitantes

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, durante a conferência de imprensa, a taxa de letalidade está atualmente nos 3,5%, subindo para os 16,1% no caso de pessoas com mais e 70 anos. António Lacerda Sales adiantou ainda que 5,5% dos lares de idosos têm funcionários ou utentes infetados.

Segundo o secretário de Estado, já foram contratados “mais de 3.800 profissionais” no âmbito da Covid-19, com “contratos a termo certo e prorrogáveis”. Foram mesmo 3.895 até 10 de julho. António Lacerda Sales explicou que estas contratação acontecem “em função das necessidades para o verão e para o inverno” e que “há possibilidade de estender este número”.

Também presente na conferência de imprensa esteve a diretora-geral de Saúde, que referiu que, atualmente, Portugal regista 120 novos casos por 100.000 habitantes. Um número que é “um pouco mais elevado” nas 19 freguesias especialmente atingidas pelo surto. Contudo, Graça Freitas salientou que, embora a “tendência seja ligeiramente decrescente”, os portugueses “têm de ser muito cautelosos”.

Graça Freitas também confirmou que há 42 casos de Covid-19 na Geberit, uma fábrica de cerâmicas que interrompeu a laboração. A notícia tinha sido avançada pela TVI que revelou a realização de mais de 300 testes. A responsável disse que as autoridades sanitárias ainda aguardam os resultados de cerca de 170 testes.

(Notícia atualizada às 13h52 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Mais duas mortes e 306 novos casos de Covid-19. 83% na região de Lisboa e Vale do Tejo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião