Covid-19 provoca perdas na CP de 150 milhões de euros

  • ECO
  • 21 Julho 2020

A CP parou quase totalmente e apesar de já estar a operar a meio gás, perdeu 150 milhões de euros devido à Covid-19. Presidente espera receber "indemnizações compensatórias por esse período".

Durante o confinamento a CP teve uma redução de 95% na procura, sendo que a quebra atualmente ainda se mantém nos 50%. Esta paragem abrupta provocou perdas na CP na ordem dos 150 milhões de euros, avançou o Público (acesso condicionado)

“Tivemos reduções na procura na ordem dos 95% e mantivemos a oferta, em média, nos 75%, com alguns serviços próximos dos 100%. Podemos dizer que a CP perdeu 150 milhões de euros por causa da Covid-19, número que está a ser revisto em alta à medida que nos damos conta do impacto da recessão económica“, disse o presidente da CP, Nuno Freitas, em entrevista ao Público.

O presidente da CP, que está no cargo há apenas um ano, refere ainda que a empresa até agora só recebeu um milhão de euros para “suportar os acréscimos de custos nas limpezas, desinfeções, etc” e espera que a CP receba “indemnizações compensatórias por esse período em que a CP teve perdas de receitas bíblicas”, destaca Nuno Freitas.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Covid-19 provoca perdas na CP de 150 milhões de euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião