Consumo das famílias na Zona Euro regista maior queda no 1.º trimestre em 20 anos

  • Lusa
  • 28 Julho 2020

Entre janeiro e março deste ano, o consumo das famílias por habitante caiu 3% na Zona Euro. Trata-se da maior queda desde 1999, segundo o Eurostat. Já o rendimento disponível e a poupança aumentaram.

O consumo das famílias por habitante caiu 3% na Zona Euro no primeiro trimestre devido às medidas de contenção de combate à covid-19 na Europa, enquanto o rendimento disponível e a poupança aumentaram, divulgou esta terça-feira o Eurostat.

Dados divulgados esta terça-feira pelo gabinete de estatísticas comunitário revelam que, “no primeiro trimestre de 2020, quando os Estados-membros começaram a introduzir amplamente medidas de contenção contra a covid-19 […], o consumo real ‘per capita’ das famílias diminuiu 3% na Zona Euro”.

Este é, segundo o Eurostat, o “decréscimo mais elevado desde o início da série temporal em 1999”, após uma descida de 0,4% na Zona Euro no anterior trimestre, o último de 2019.

Já no conjunto da União Europeia (UE), o consumo por habitante baixou 2,9% no primeiro trimestre, após uma diminuição de 0,2% no trimestre anterior, registando-se também aqui a maior queda desde 1999.

No que toca ao rendimento real por habitante das famílias da Zona Euro, verificou-se um aumento de 1,1% no primeiro trimestre de 2020, após um decréscimo de 1,1% no quarto trimestre de 2019.

Em toda a UE, o rendimento real per capita das famílias aumentou 1,2% no primeiro trimestre de 2020, depois de uma diminuição de 1% no quarto trimestre de 2019.

O Eurostat adianta que, nos primeiros três meses deste ano, “a taxa de poupança dos agregados familiares aumentou significativamente na zona euro e na UE”, precisando que, em ambas, houve uma subida de 4,3 pontos percentuais neste indicador em comparação com o quarto trimestre de 2019.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Consumo das famílias na Zona Euro regista maior queda no 1.º trimestre em 20 anos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião