Galp Energia recua 1,7% e pressiona PSI-20

Lisboa fechou a última sessão da semana em "terreno" negativo. A Galp Energia recuou mais de 1% e pressionou a bolsa nacional. Também a EDP registou perdas.

A bolsa lisboeta terminou a última sessão da semana abaixo da linha de água, com as ações da Galp Energia e da EDP a pesarem no principal índice nacional. Em sentido inverso, os maiores ganhos foram protagonizados pela Corticeira Amorim, que subiu mais de 3% e amparou uma queda maior do índice.

o PSI-20 desvalorizou 0,25%, para 4.367,310 pontos, a contraciclo com as demais praças do Velho Continente, onde a sessão ficou marcada por ganhos ligeiros. O Stoxx 600 subiu 0,2%, o alemão DAX avançou 0,5% e o espanhol IBEX valorizou 0,1%. O francês CAC-40 fechou pouco alterado face à sessão anterior.

Por cá, destaque para os títulos da Galp Energia, que recuaram 1,7%, para 9,152 euros, numa sessão em que o preço do barril de Brent caiu 1,4% para 44,5 dólares. Na energia, as ações da EDP desceram 0,73% para 4,378 euros, no dia em que foram anunciados os resultados do aumento de capital com subscrição total dos 1.020 milhões de euros em novas ações da empresa.

Também no vermelho, os títulos da Nos cederam 1,14%, para 3,652 euros. E entre as papeleiras, a sessão foi igualmente marcada por perdas: as ações da Semapa caíram 1%, para 7,89 euros; as da Navigator 0,55%, para 2,188 euros; e as da Altri 0,23%, para 4,374 euros. Os títulos do BCP recuaram 0,3% para 0,1013 euros.

Do outro lado da linha de água, a Corticeira Amorim liderou os ganhos. Os seus títulos somaram 3,61% para 10,32 euros. Também as ações dos CTT somaram 0,6% para 2,525 euros, um dia depois de terem reportado prejuízos no primeiro trimestre do ano por causa da pandemia de coronavírus. Já os títulos da EDP Renováveis encerraram em “terreno” positivo. Subiram 0,72% para 14,00 euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Galp Energia recua 1,7% e pressiona PSI-20

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião