Vai abrir uma garrafa de vinho? Por cada rolha de cortiça são sequestradas mais de 300 gramas de emissões poluentes

O estudo da EY concluiu que 80% dos produtos da Amorim Cork têm uma pegada de carbono negativa, ao apresentar emissões diretas do processo produtivo inferiores ao carbono contido no produto.

São portuguesas e podem ser encontradas nas garrafas dos melhores vinhos do mundo. Além de manterem intactas todas as propriedades dos néctares que guardam, cada uma das rolhas de cortiça 100% natural da Amorim Cork, unidade de negócio da Corticeira Amorim, permite também um sequestro de carbono até -309 gramas equivalentes a CO2. Esta pegada carbónica negativa foi o principal resultado dos estudos conduzidos pela consultora EY e evidencia a contribuição da cortiça para a descarbonização da indústria do vinho.

A Amorim Cork revela agora aos seus cerca de 19.000 clientes nacionais e internacionais os resultados das análises feitas a 10 dos seus principais produtos que concluíram que “o balanço de carbono de todas as rolhas analisadas é negativo quando considerado o sequestro das florestas de sobro e as emissões associadas à produção do produto”. Abrangendo rolhas para diversos segmentos de vinhos tranquilos, espumantes e espirituosos, os estudos conduzidos pela EY concluíram que 80% dos produtos avaliados têm uma pegada de carbono individual negativa, ao apresentar emissões diretas do processo produtivo inferiores ao carbono contido no produto.

E se uma rolha natural permite um significativo sequestro de carbono, também uma rolha Twin Top Evo para vinho, com dois discos de cortiça, permite sequestrar até -297 gramas de CO2 equivalente; uma rolha microaglomerada Neutrocork vai até -392g CO2eq e uma rolha Advantec de rotação rápida permite um sequestro de carbono até -328g CO2eq.

Nos espumantes, uma rolha com dois discos permite um sequestro de carbono até -562g CO2eq; uma rolha aglomerada para permite reduz até -540g CO2eq; já nos espirituosos, uma rolha natural Top Series com cápsula de madeira permite um sequestro de carbono até -96g CO2eq; uma rolha Top Series Wood Neutro sequestra até -148g CO2eq; uma rolha natural Top Series com cápsula em plástico não vai além dos -87g CO2eq e uma rolha Top Series Plastic Neutro garante um sequestro de carbono até -138g CO2eq.

Segundo António Rios de Amorim, a empresa “continua a aprofundar o enorme contributo do montado e de toda a fileira da cortiça através de mais investigação sobre a matéria. De resto, as questões dos serviços do ecossistema agora lançados para a discussão pública por vários especialistas começaram a ser estudados pela Corticeira Amorim há 10 anos. Este estudo da EY vem complementar e pôr em evidência o enorme valor do montado em matéria de sustentabilidade”, conclui o Presidente e CEO da Corticeira Amorim.

Levados a cabo entre 2018 e 2020, os estudos debruçaram-se sobre as diferentes etapas do ciclo de vida numa abordagem cradle to gate, nomeadamente: atividades florestais; preparação de cortiça, incluindo o transporte da floresta; produção; acabamento e embalagem. Tendo como objetivo a comparação com abordagens de estudos anteriores, também foi incluída a distribuição do produto de Portugal para o Reino Unido. A avaliação incluiu ainda informações adicionais sobre o sequestro de carbono da floresta de sobreiro.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Vai abrir uma garrafa de vinho? Por cada rolha de cortiça são sequestradas mais de 300 gramas de emissões poluentes

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião