Aprovação do Governo de Bolsonaro sobe para 37% no Brasil

  • Lusa
  • 14 Agosto 2020

Instituto Datafolha concluiu que a aprovação no Brasil ao Governo de Bolsonaro subiu de 32% para 37% no final de junho.

O índice de aprovação do Governo do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, subiu para 37%, a maior percentagem desde que assumiu o poder em 2019, apesar da sua gestão questionada durante a pandemia provocada pelo novo coronavírus.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha, 37% dos brasileiros qualificaram a gestão de Jair Bolsonaro como “ótima ou boa”, face aos 32% que pensaram assim no final de junho. Este é o melhor resultado obtido por Bolsonaro nas pesquisas Datafolha desde a sua chegada à Presidência do Brasil em 01 de janeiro de 2019.

O índice de rejeição do chefe de Estado, por sua vez, caiu 10 pontos, de 44% para 34%, enquanto outros 27% consideram que o desempenho do Governo brasileiro é “regular”.

Bolsonaro, que no passado criticou o resultado de outras pesquisas de opinião sobre a sua gestão, reagiu desta vez com ironia. “Certo, meia verdade ou ‘notícia falsa’? Bom dia a todos”, escreveu o chefe de Estado numa mensagem nas suas redes sociais juntamente com a imagem da capa do jornal Folha De S.Paulo, que publicou a pesquisa antecipadamente.

A sondagem foi feita a partir de entrevistas telefónicas com 2.065 pessoas, entre 11 e 12 de agosto, e tem margem de erro de dois pontos percentuais. De acordo com o Datafolha, o aumento da popularidade do Governo brasileiro coincide com uma moderação no tom adotado pelo presidente e com a distribuição de subsídios destinados às camadas mais pobres da sociedade para amenizar os efeitos das medidas de distanciamento social impostas para conter a proliferação da covid-19.

Jair Bolsonaro é um dos poucos líderes do mundo que nega constantemente o perigo do novo coronavírus. O chefe de Estado brasileiro subestimou a pandemia desde o início e desafiou as medidas de distanciamento social impostas por governadores e prefeitos do país em diversas oportunidades.

O presidente brasileiro foi infetado pelo novo coronavírus no início de julho e já recuperou da doença. O Brasil é o país lusófono mais afetado pela pandemia e um dos mais atingidos no mundo, ao contabilizar o segundo número de infetados e de mortos (mais de 3,2 milhões de casos e 105.463 óbitos), depois dos Estados Unidos da América.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Aprovação do Governo de Bolsonaro sobe para 37% no Brasil

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião