Governo admite prolongar moratória dos seguros

  • ECO
  • 16 Agosto 2020

Os portugueses falharam o pagamento de 3,3 milhões de seguros obrigatórios entre 13 de maio e o 30 de junho, segundo a ASF. Perante estes números, o Governo admite prolongar o regime de moratória.

Os portugueses falharam o pagamento de pelo menos 3,3 milhões de seguros obrigatórios entre 13 de maio e 30 de junho, ao abrigo da chamada moratória dos seguros. No mesmo período, as seguradoras chegaram a acordos com clientes para aplicar um regime de pagamento mais favorável em 1,3 milhões de contratos. Perante estes dados, o Governo admite ajustar o regime excecional e temporário relativo aos contratos de seguro.

Ambos os fatores estão a pressionar o setor segurador, noticia este domingo o Público (acesso condicionado) com base nos dados da Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF), mas mostram também as dificuldades financeiras de muitas famílias. Em causa estão seguros como o do automóvel ou proteção contra incêndios.

De acordo com o jornal, estes números poderão obrigar a ajustamentos na moratória dos seguros, nomeadamente uma extensão. Nos termos atuais, a moratória dos seguros está em vigor até 30 de setembro e, ao Público, também o Ministério das Finanças admite essa hipótese: “A experiência decorrente da aplicação do diploma levará, naturalmente, a que sejam ponderados eventuais ajustamentos ao mesmo”, disse fonte oficial.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Governo admite prolongar moratória dos seguros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião