Água concessionada a privados é sempre mais cara que a das autarquias

  • ECO
  • 18 Agosto 2020

O preço da água em municípios que concessionam o fornecimento de água a privados é sempre mais elevado do que no caso das autarquias que prestam publicamente o serviço, concluiu o JN.

As autarquias asseguram o fornecimento de água aos cidadãos sempre a preços mais acessíveis do que as empresas concessionárias. A conclusão foi noticiada pelo Jornal de Notícias (acesso condicionado), com base em dados de 2019 da Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR).

Dez metros cúbicos de água em Santo Tirso/Trofa podem custar seis vezes mais do que o mesmo consumo no Peso da Régua. A diferença é significativa: uma família no primeiro caso paga 265,49 euros, enquanto no segundo paga 43,20 euros, indicam os cálculos publicados pelo jornal.

A diferença está no facto de, em Santo Tirso/Trofa, o fornecimento de água ser concessionado a uma empresa privada, enquanto, no segundo, o serviço é assegurado pela autarquia. Os cálculos não contemplam outras tarifas que mexem com o valor final da fatura, como o saneamento de resíduos sólidos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Água concessionada a privados é sempre mais cara que a das autarquias

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião