Não recebeu o catálogo da Ikea? Este ano terá que o descarregar online

Para celebrar os seus 70 anos, a marca sueca de móveis decidiu lançar pela primeira vez em Portugal o seu icónico catálogo em formato digital. 

Tem a caixa de correio cheia? Este ano, não terá esse problema. Todos os verões, milhões de famílias recebiam a “a bíblia” da fabricante de móveis sueca em casa, mas isso acabou, com a Ikea a juntar-se a um vasto leque de empresas que dedicam cada vez mais atenção às questões ambientais. O catálogo que apresenta as novidades da empresa, que este ano celebra os 70 anos, já chegou, e além de poder ser levantado nas lojas, está também disponível para consultar em formato digital.

O primeiro catálogo da Ikea foi lançado em 1951, oito anos depois da fundação da empresa, originalmente planeada como ponto de venda por correspondência de lápis, fósforos ou cartões postais na região de Smaland, na Suécia. Na capa da primeira edição constava a conhecida poltrona MK, que voltou em 2013 e 2014 como Strandmon.

Desde então, os catálogos foram desde sempre uma “imagem de marca” da Ikea. E se nos anos anteriores cerca de dois milhões de portugueses recebiam o catálogo nas caixas de correio, este ano, na sua septuagésima edição (esta é a edição de 2021) vai ser diferente. Pela primeira vez, os portugueses terão que fazer o download do documento para consultarem as novidades para o próximo ano. Caso contrário terão que se deslocar às lojas físicas da marca para o levantar.

“Este ano, o Catálogo IKEA está disponível online e, a partir de dia 18 de agosto, nas Lojas, Estúdios de Planificação e Pontos de Recolha da IKEA, não sendo entregue em sua casa”, diz a Ikea no seu site.

Além de Portugal, que seguiu o que já no ano passado tinha sucedido na Dinamarca, o primeiro país em que os potenciais consumidores deixaram de contar com a edição impressa, também “nuestros hermanos” vão ter, este ano, a versão digital. Mas neste caso a preocupação, além de ambiental, é sanitária.

Alegando razões de segurança face à pandemia de Covid-19, a marca sueca anunciou que este ano os consumidores espanhóis vão poder virar as páginas PDF como se fosse um catálogo impresso ou visualizá-lo página a página, mas em formato digital. Além disso, também permite a compra direta com menos “cliques” no processo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Não recebeu o catálogo da Ikea? Este ano terá que o descarregar online

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião