Oracle dispara com o Tiktok. Wall Street em alta

As ações da Oracle estão a subir mais de 7% após ter sido divulgado que a Microsoft não iria comprar o Tiktok, dando margem ao gigante de software para adquirir a empresa chinesa.

Wall Street está em alta, beneficiando dos possíveis negócios que se vão realizar nos Estados Unidos. É o caso da Oracle que deverá comprar a empresa que detém o Tiktok agora que a Microsoft está oficialmente fora da corrida.

O S&P 500 valoriza 0,93% para os 3.372,07 pontos, o Nasdaq soma 1,32% para os 10.996,6 pontos e Dow Jones está a subir 0,69% para os 27.856,71 pontos. O S&P 500 começa assim uma nova semana em alta, após duas semanas consecutivas de perdas.

As ações da Oracle estão a subir mais de 7%, aproximando-se de máximos históricos e liderando os ganhos entre as cotadas do S&P 500. A imprensa norte-americana avança que a gigante de software irá ficar com as operações dos EUA da ByteDance, a dona do TikTok.

Wall Street recompensa sempre o crescimento“, refere Kim Forrest, analista da Bokeh Capital Partners, à Reuters, referindo que este negócio é “entusiasmante” porque a ligação entre as duas empresas irá resultar em crescimento.

Além da Oracle, o destaque vai também para a Amazon, cujas ações sobem cerca de 2%, após a empresa ter divulgado que irá comprar mais 100 mil trabalhadores nos EUA para responder ao aumento da procura por comércio online.

A nível mundial, os mercados internacionais estão a ser impulsionados pela esperança de que haja uma vacina contra a Covid-19 em breve agora que a Universidade de Oxford e a AstraZeneca vão continuar com os ensaios clínicos, depois de um período de suspensão.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Oracle dispara com o Tiktok. Wall Street em alta

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião