Preço das máscaras cai a pique. Caixas que custavam 40 euros estão a 6 ou 7

Se no início da pandemia os preços das máscaras descartáveis dispararam, agora estão bem mais acessíveis. Com aumento da oferta, preços rondam os 12 cêntimos por unidade.

Se no início da pandemia a escassez das máscaras era notória, o que levou a preços bastante elevados, agora estes equipamentos de proteção são vendidos um pouco por todo o lado, incluindo nas grandes superfícies comerciais, a preços bem mais baixos. Os travões impostos aos preços excessivos e a maior variedade produtos, ajudou à redução de preços. Preços são, agora, uma fração do que custavam.

Poucos tempo depois de ter sido obrigatório o uso de máscaras em escolas, transportes públicos, comércio e outros espaços fechados com muita gente, o Governo acatou a recomendação do presidente do PSD, Rui Rio, para reduzir a taxa de IVA de 23% para 6% sobre estes equipamentos de proteção, bem como gel desinfetante. Além disso, a condicionar os preços, esteve também a imposição de um limite máximo de 15% na percentagem de lucro destes artigos, procurando evitar a especulação.

Com o aumento de novos casos de infeção por Covid-19, que tem deixado o país em alerta, tocando em máximos de abril, a utilização de máscaras é vista como cada vez mais necessária. O Executivo veio até recomendar a sua utilização em alguns locais ao ar livre, aquando da apresentação do “Plano da Saúde para o Outono-Inverno 2020-2021“.

E se outrora uma caixa de 50 máscaras descartáveis chegou a custar mais de 40 euros, agora a realidade é bem diferente. Na Dott, onde packs de 50 máscaras chegaram a custar 44,50 euros, com a unidade a custar 0,89 cêntimos (ainda com o IVA a 23%), agora a mesma embalagem custa 6,99 euros (cerca de 14 cêntimos por unidade). Contas feitas, a mesma embalagem custa agora seis vezes menos.

Com o IVA a 23%, este este pack de 50 máscaras custava 44,49 euros, sendo que neste momento está a ser vendido a 6,99 euros.D.R.

Ainda nesta mesma plataforma online, uma outra caixa que anteriormente custava 44,49 euros (aproximadamente 89 cêntimos a unidade), neste momento custa 15 euros (30 cêntimos a unidade). Ou seja, isto significa que são quase menos 30 euros que terá de desembolsar.

Ainda antes da redução da taxa de IVA para 6%, este pack de 50 máscaras custava 44,50 euros, sendo que neste momento está a ser vendido por 15 euros.D.R.

A ajudar à redução de preços está também a maior variedade de produtos disponíveis. E esta realidade é visível na plataforma KuntoKusta, onde um pack de 50 máscaras descartáveis Imask custa 5,85 euros. Assim, se antigamente uma só unidade poder-lhe-ia ficar por mais de um euro ou mais, agora consegue encontrar máscaras semelhantes à volta de 12 cêntimos a unidade. Em termos comparativos, cada máscara fica dois cêntimos mais barato do que o pack mais barato do Dott.

cada pack de 50 máscaras descartáveis imask custa 5,85 euros, ou seja, cada unidade fica-lhe por cerca de 12 cêntimos.D.R.

Mas tudo depende das características por que optar. Se preferir uma caixa de máscaras faciais com três camadas, a opção fica-lhe um pouco mais cara. Cada pack de 50 máscaras da marca tek4life custa 17,90 euros. Contas feitas são cerca de 36 cêntimos por máscara, ou seja o triplo do preço das máscaras Imask. Com 30 marcas diferentes, as embalagens disponíveis oscilam entre os 5,85 euros e os 50,90 euros (1,02 cêntimos a unidade), sendo que este último caso é bem perto dos preços praticados quando foram detetados os primeiros dois casos de infeção por Covid-19 em Portugal, a 2 de março.

No Kuantokusta há 30 packs diferentes de máscaras descartáveis, sendo que os preços variam entre os 5,85 euros (12 cêntimos a unidade) e os 50,90 euros (1,02 cêntimos).D.R.

Mas não é só no comércio online que isto se verifica. Também as grandes superfícies comerciais apostaram no “negócio” das máscaras e a redução de preços é notória. Se antes no El Corte Inglés uma caixa com apenas cinco máscaras custava 4,72 euros (aproximadamente 94 cêntimos cada) ainda com o IVA a 23%, agora há caixas de 50 unidades 9,95 euros (cerca de 20 cêntimos a unidade). Contas feitas, consegue pagar três vezes menos por cada equipamento de proteção.

A situação repete-se também no Continente. Se antes os packs de 50 máscaras descartáveis custavam, pelo menos, 19,99 euros (cerca de 40 cêntimos a unidade) já com o IVA na taxa reduzida, agora há embalagens de 50 unidades a partir dos 5,99 euros. Isto significa que cada máscara custa aproximadamente 12 cêntimos, ou seja, três vezes menos do que custava anteriormente.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Preço das máscaras cai a pique. Caixas que custavam 40 euros estão a 6 ou 7

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião