Casa do Impacto comemora dois anos com investimento de 1,5 milhões de euros

Dois anos depois da abertura, a Casa do Impacto investiu 1,5 milhões de euros em inovação para o impacto. Conta com 200 empreendedores residentes no espaço, em Lisboa.

Cinco programas de aceleração e capacitação, sete programas de ignição, 28 startups com sede no local e 48 a participar nos seus programas. Dois anos depois da inauguração, a Casa do Impacto celebra com números o seu impacto (passe a repetição) no ecossistema.

De acordo com os números do hub de empreendedorismo e inovação da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, a Casa do Impacto investiu, desde a sua criação, cerca de 1,5 milhões de euros em projetos de inovação para o impacto contando, atualmente, com 200 empreendedores residentes.

Inês Sequeira, diretora da Casa do Impacto, explica que o objetivo da Casa é “continuar a formar empreendedores através do programa de aceleração Rise for Impact, a alavancar projetos com recurso ao Fundo +Plus e a desafiar mentes empreendedoras, através do RISE for Impact ou do Santa Casa Challenge”. A missão passa, por isso, por “chegar a mais empreendedores, de diferentes países, géneros, etnias, classes sociais, backgrounds e idades, para trazer mais diversidade e inclusão ao empreendedorismo, de forma a potenciar soluções de resposta abrangente a toda a sociedade”, assinala. Na Casa do Impacto existem 20 fundadoras mulheres e 13 nacionalidades representadas.

Entre os temas no radar do hub de empreendedorismo e inovação estão a saúde mental, a sustentabilidade ambiental, a diversidade, a inclusão e a igualdade de género.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Casa do Impacto comemora dois anos com investimento de 1,5 milhões de euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião