Bicicletas de Águeda chegaram ao Parlamento

"O florescente vale português da bicicleta” foi um dos destaques do Le Monde. O tema chegou ao Parlamento e Siza Viera sublinha que este destaque se deve à inovação e às qualificações da indústria.

Portugal é, desde o ano passado, o maior produtor de bicicletas na União Europeia e o tema chegou esta quarta-feira ao Parlamento pela mão do deputado socialista Porfírio Silva. Com uma cópia da página do jornal francês Le Monde, o deputado socialista sugeriu que esta publicação devia servir como reflexão já que existem “vários setores empresariais do país que sabem fazer melhor economia”. E alertou para a necessidade de “combinar privado e público” para se defender melhor o bem comum.

O jornal tem uma página inteira dedicada a Portugal com o título “o florescente vale português da bicicleta” (acesso pago), numa referência a Águeda, e Porfírio Silva revela que no artigo está em destaque o facto “de o setor não ter nada a ver como aquilo que era há 25 anos”. Para o deputado estas referências permitem várias reflexões. “Há vários setores empresariais do nosso país que sabem fazer melhor economia e isso é importante para termos mais e melhor emprego e até para a sustentabilidade do Estado Social porque iniciativas privadas e serviço público/Estado Social não são contraditórias”, sublinhou. “Aliás, a estratégia histórica dos socialistas é combinar privado e público para melhor defesa do bem comum”, acrescentou Porfírio Silva.

O deputado socialista sublinha “o papel da inovação nesta evolução do setor” e lembra a importância em investir em qualificação, investimento, ciência e conhecimento para levar o país e a indústria a bom porto. O Le Monde falou entre outras com a RTE Bikes, que fabrica jantes, raios, garfos, mas sobretudo monta mais de cinco mil bicicletas por dia, para exportação, em especial para a Decathlon. Uma empresa que agora trabalha a todo o vapor para recuperar os atrasos após meses de confinamento e que é uma das duas maiores produtoras portuguesas de bicicletas, a par da A.J. Maias, fundada em 1965, tem quase 300 trabalhadores e exporta 95% da sua produção.

O ministro da economia, Pedro Siza Vieira, lembra que a história de Águeda “é particularmente impressiva”, mas que demonstra a capacidade, a inovação e as qualificações da indústria portuguesa. “Aquilo que se passou em Águeda com as bicicletas, na verdade, está a passar-se um pouco por toda a indústria e por toda a economia portuguesa“, garante Pedro Siza Vieira.

O ministro da Economia salienta que foi a inovação e as qualificações foram a chave para converter um dos produtos mais tradicionais e básicos da mobilidade humana “num produto inovador fortemente exportador e orientado para os mercados internacionais”. “É verdade que Portugal é o maior produtor de bicicletas na Europa, mas não se limita a produzir bicicletas. Nas nossas bicicletas foram incluídos novos elementos como a mobilidade elétrica, a gestão de rede de bicicletas de uso partilhado com a incorporação de tecnologias digitais. Isto faz-se porque se conjuga capacidade industrial com qualificações cada vez maiores da nossa população e com a capacidade de incorporar conhecimento que se traduz em valor e que chega ao mercado dos clientes dos nossos industriais”, destaca o ministro da economia.

O deputado socialista, Porfírio Silva lembrou que a política de clusterização foi interrompida pela mudança de Governo e que isso “é uma lição” que é necessário aprender. “Temos de ter visão estratégica a médio e longo prazo que não estejam a mercê dos ciclos eleitorais”, frisou.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bicicletas de Águeda chegaram ao Parlamento

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião