Mais de 75% dos alunos portugueses seguem eventos globais pelas redes sociais

Os estudantes portugueses destacaram-se entre os mais conscientes para assuntos globais, bem como para questões de saúde pública, como pandemias, no estudo da OCDE.

Os estudantes nacionais confiam no telemóvel para acompanhar a atualidade internacional. Mais de 75% dos alunos portugueses seguem os eventos globais pelas redes sociais, revela o sexto volume do estudo sobre a literacia dos estudantes da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE).

Portugal encontra-se assim entre os países em análise onde os estudantes mais recorrem às redes para saber o que se está a passar pelo mundo, um grupo que também inclui Hong Kong, Lituânia, Malta, Filipinas, Rússia, Escócia, Tailândia e Emirados Árabes Unidos, segundo o “Programme For International Student Assessment” (PISA) de 2018, que se debruça sobre os alunos de 15 anos.

Para além disso, os estudantes portugueses destacaram-se também entre os mais conscientes para assuntos globais, bem como para questões de saúde pública, como pandemias. Isto quando os dois tópicos com os quais os alunos inquiridos neste estudo estavam menos familiarizados eram questões de saúde bem como conflitos internacionais.

O estudo conclui ainda que, “independentemente da origem socioeconómica, os pais podem transmitir certos interesses e conhecimentos para os filhos e reforçar atitudes que os filhos desenvolvem através de atividades e experiências de aprendizagem na escola”. Portugal é um dos países onde existe uma maior associação entre os interesses dos pais e filhos, no que diz respeito a temas globais, bem como no interesse em aprender sobre outras culturas.

O PISA analisa também a capacidade dos estudantes avaliarem toda a informação a que têm acesso atualmente, tendo concluído que menos de um em cada dez alunos nos países da OCDE foi capaz de distinguir entre facto e opinião, com base em pistas implícitas relativas ao conteúdo ou fonte das informações.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Mais de 75% dos alunos portugueses seguem eventos globais pelas redes sociais

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião