Investidores com medo do vírus levam Wall Street a quedas de 2%

As bolsas norte-americanas apresentam quedas expressivas perante o aumento do número de casos de Covid-19 nos EUA e na Europa. O Dow Jones perde 2%.

As bolsas norte-americanas estão sob forte pressão vendedora, acompanhando a tendência negativa que é observada na Europa. Os principais índices de Wall Street recuam na terceira sessão consecutiva de perdas, sucumbindo aos receios perante o constante aumento no número de novas infeções por Covid-19.

Enquanto o S&P 500 recua 1,81%, para 3.329,14 pontos, o industrial Dow Jones cede 2,01%, para 26.911,29 pontos. Já o tecnológico Nasdaq desvaloriza 1,66%, para 11.241,48 pontos.

As perspetivas de recuperação estão a desvanecer e a possibilidade de novas restrições e confinamentos ameaça com novos impactos na economia. Os investidores fogem assim dos ativos de risco, dando preferência a ativos de refúgio como as obrigações norte-americanas de curto prazo e a liquidez.

Nem mesmo a Microsoft escapa às quedas. A empresa revelou na terça-feira ter alcançado um aumento de 12% nas vendas no trimestre, para 37,2 mil milhões de dólares, e lucros de 13,9 mil milhões no período, alavancados nos negócios da cloud e dos videojogos. Apesar do desempenho, os títulos estão a perder 2,83%, para 207,22 dólares.

No dia em que se sabe que a Apple está a desenvolver um motor de busca alternativo ao da Google, a fabricante do iPhone também cede à pressão vendedora, perdendo 2,41%, para 113,79 dólares por ação. Já a Alphabet, dona da Google, recua 4% em bolsa.

A AMD anunciou a compra da Xilinx esta semana, por 35 mil milhões de dólares. Mas os títulos da fabricante de processadores estão a perder valor em Wall Street. Também desvaloriza, 1,48%, para 77,71 dólares por ação.

A pandemia não pára de fazer vítimas em todo o mundo e o número de novos infetados confirmados pelas autoridades de saúde têm vindo a aumentar nos EUA e na Europa. Face às menores perspetivas económicas, a Boeing revelou que planeia cortar mais 7.000 postos de trabalho até ao fim de 2021. Perde 2,09% em bolsa.

(Notícia atualizada pela última vez às 13h52)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Investidores com medo do vírus levam Wall Street a quedas de 2%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião