Montepio arranca com rescisões por mútuo acordo. Plano inclui SAMS vitalício, computador e apoio para procurar emprego

Programa de rescisões por mútuo acordo arranca hoje. Banco oferece pacote de benefícios, desde SAMS vitalício e apoio na procura de emprego, além da compensação de 1,3 salários por ano de casa.

O Banco Montepio arranca esta quinta-feira com o programa de rescisões por mútuo acordo. O banco está a oferecer um pacote de benefícios que inclui, entre outros, o acesso vitalício ao SAMS (sistema de saúde dos bancários) para quem tem mais de 55 anos, a atribuição de computador e o apoio na procura de um novo posto de trabalho, além da compensação financeira correspondente a 1,3 salários por ano de antiguidade, apurou o ECO.

Como o ECO avançou, o banco liderado por Pedro Leitão tem em curso um plano de reestruturação que passará pela saída de entre 600 a 900 trabalhadores, através de reformas antecipadas (que já arrancaram) ou por via de rescisões mediante acordo entre as duas partes. Este ajustamento é considerado fulcral para o regresso aos lucros.

Quem quiser aderir à modalidade de rescisões por mútuo acordo poderá fazê-lo a partir de agora, sendo que este programa se estenderá ao longo do próximo mês e terminando no dia 4 de dezembro. Todos os trabalhadores são considerados elegíveis.

Para convencer os trabalhadores a aderirem ao plano, o banco está a oferecer uma compensação financeira equivalente a 1,3 salários (corresponde ao valor de um subsídio de Natal ou de férias) por ano de casa. Há um extra para as adesões recebidas até 20 de novembro correspondente a mais um salário. Mas pacote de benefícios não fica por aqui.

SAMS vitalício, carro e computador

Os colaboradores com mais de 55 anos não perderão o acesso ao SAMS após a rescisão, dado que o banco assegurará que estes trabalhadores terão acesso vitalício ao sistema de saúde dos bancários. A quem tem menos de 55 anos é oferecido um seguro de saúde por três anos, sem período de carência, incluindo preexistências e extensível ao agregado familiar existente à data da rescisão (cônjuge e filhos até 18 anos).

Adicionalmente, o banco garante que quem rescindir por mútuo acordo terá acesso ao subsídio de desemprego, sendo que também disponibilizará, se o trabalhador quiser, apoio na procura de novo emprego ou noutro tipo de iniciativa pessoal.

Os colaboradores com viatura funcional poderão usufruir do carro por mais três meses de forma gratuita, havendo a possibilidade de aquisição. O banco oferecerá ainda o computador portátil aos trabalhadores com portátil atribuído.

O Banco Montepio também atribui vantagens no acesso ao crédito ou nos produtos de poupança.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Montepio arranca com rescisões por mútuo acordo. Plano inclui SAMS vitalício, computador e apoio para procurar emprego

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião