Square compra edifício Expo Living no Parque das Nações por 22 milhões de euros

A sociedade gestora portuguesa Square Asset Management comprou o edifício "Expo Living", onde estão residências sénior do Montepio, apartamentos e um ginásio.

Mesmo em tempo de pandemia, a Square Asset Management continua às compras. Desta vez, através do fundo CA Património Crescente, a gestora comprou o edifício “Expo Living”, no Parque das Nações, em Lisboa, aos suíços do Geneva Management Group (GMG). Segundo as contas do ECO com base na informação do fundo, a operação ficou fechada a 21 de setembro por 21,8 milhões de euros.

Está localizado na zona sul do Parque das Nações, junto ao Hospital CUF Descobertas. O “Expo Living” tem uma área total de cerca de 10.000 metros quadrados, espalhados por 11 pisos acima do solo e quatro subterrâneos com 155 lugares de estacionamento. Os primeiros cinco andares são de uso exclusivo das residências sénior do Grupo Montepio, enquanto os restantes são apartamentos. Há ainda um ginásio para os residentes.

O imóvel pertencia ao grupo suíço GMG Real Estate, mas passou agora para as mãos da Square Asset Management, através do fundo CA Património Crescente. A operação, que foi assessorada pela JLL, “comprova a resiliência do mercado em plena pandemia e o crescente interesse dos investidores pelos segmentos alternativos”, diz a consultora, em comunicado.

Embora a JLL não tenha adiantado o valor da transação, nem a data de conclusão da mesma, o ECO consultou a informação detalhada do CA Património Crescente, o que permitiu apurar que o negócio ficou fechado a 21 de setembro por 21,76 milhões de euros.

Para Fernando Ferreira, head of capital markets da JLL, “esta transação comprova não só a capacidade do mercado imobiliário em resistir num contexto adverso, como a crescente atratividade do setor alternativo de living no mercado”. O especialista diz ainda que “existem vários processos negociais em curso” neste segmento, que “é encarado como sendo mais resiliente aos ciclos negativos do mercado”.

O jornalismo continua por aqui. Contribua

Sem informação não há economia. É o acesso às notícias que permite a decisão informada dos agentes económicos, das empresas, das famílias, dos particulares. E isso só pode ser garantido com uma comunicação social independente e que escrutina as decisões dos poderes. De todos os poderes, o político, o económico, o social, o Governo, a administração pública, os reguladores, as empresas, e os poderes que se escondem e têm também muita influência no que se decide.

O país vai entrar outra vez num confinamento geral que pode significar menos informação, mais opacidade, menos transparência, tudo debaixo do argumento do estado de emergência e da pandemia. Mas ao mesmo tempo é o momento em que os decisores precisam de fazer escolhas num quadro de incerteza.

Aqui, no ECO, vamos continuar 'desconfinados'. Com todos os cuidados, claro, mas a cumprir a nossa função, e missão. A informar os empresários e gestores, os micro-empresários, os gerentes e trabalhadores independentes, os trabalhadores do setor privado e os funcionários públicos, os estudantes e empreendedores. A informar todos os que são nossos leitores e os que ainda não são. Mas vão ser.

Em breve, o ECO vai avançar com uma campanha de subscrições Premium, para aceder a todas as notícias, opinião, entrevistas, reportagens, especiais e as newsletters disponíveis apenas para assinantes. Queremos contar consigo como assinante, é também um apoio ao jornalismo económico independente.

Queremos viver do investimento dos nossos leitores, não de subsídios do Estado. Enquanto não tem a possibilidade de assinar o ECO, faça a sua contribuição.

De que forma pode contribuir? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

Obrigado,

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Square compra edifício Expo Living no Parque das Nações por 22 milhões de euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião