Investimento de dez milhões faz nascer 70 apartamentos no Convento do Carmo em Braga

O grupo português Fortera vai investir dez milhões de euros na reabilitação do Convento do Carmo, em Braga. Projeto conta com 70 apartamentos de serviço, bar, restaurante, piscina, ginásio e um salão.

O Convento do Carmo, em Braga, vai acolher dentro de algum tempo moradores. Este imóvel fundado em 1653 vai ver nascer no seu interior 70 apartamentos, para além de uma série de outros serviços, num investimento de dez milhões de euros.

É pelas mãos do Grupo Fortera que este convento vai ser renovado. O imóvel vai passar por uma “total remodelação e conversão”, diz o grupo português, em comunicado, onde vão nascer 70 apartamentos de serviço, com bar, restaurante, piscina, ginásio, salão e espaços exteriores.

As obras arrancam já no próximo ano e deverão ficar concluídas em 2023. “O local já serviu de convento, hospital militar, colégio e espaço de lazer e recreação, e vamos preservar a magia do lugar”, diz Elad Dror, CEO do Grupo Fortera.

Este é mais um investimento a entrar para a carteira do Grupo Fortera, que anunciou recentemente um projeto em Vila Nova de Gaia, num investimento que ascende a 100 milhões de euros, e onde serão criados 500 postos de trabalho. Em pipeline a empresa tem 250 milhões de euros em projetos.

Nos últimos quatro anos, a empresa liderada por Elad Dror, fundada em 2015, concluiu nove projetos imobiliários em Vila Nova de Gaia, Porto e Espinho, cujos investimentos ascenderam a 21 milhões de euros, sendo que em 2019 o valor investido em aquisições totalizou 45 milhões de euros.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Investimento de dez milhões faz nascer 70 apartamentos no Convento do Carmo em Braga

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião