Portugal vai ganhar três novos hotéis Hilton. Chineses investem num deles

Hilton Porto Gaia, Legacy Hotel Cascais Curio Collection by Hilton e DoubleTree by Hilton Lagoa Açores resultam de um investimento de 60 milhões de euros de duas empresas portuguesas e uma chinesa.

A cadeia hoteleira Hilton vai ter três novos hotéis em território nacional, resultado de um investimento de cerca de 60 milhões de euros de três empresas, através de acordos de franchising ou gestão. Duas destas unidades hoteleiras serão da responsabilidade de empresas lusas, mas uma terceira resulta de um investimento da imobiliária chinesa Reformosa.

Em breve, Portugal terá três novos hotéis Hilton — um em Vila Nova de Gaia, outro em Cascais e um terceiro nos Açores. Estes vão, assim, juntar-se aos quatro Hilton já existentes no país e aos oito em pipeline, refere o grupo hoteleiro, em comunicado enviado esta quarta-feira.

Um dos novos hotéis vai nascer em Cascais e vai chamar-se Legacy Hotel Cascais Curio Collection by Hilton. Resulta de um investimento por parte da empresa hoteleira Honest Talents, detida pela promotora imobiliária chinesa de luxo Reformosa (da empresária sino-americana Ming Chu Hsu), que doou em abril 4,6 milhões de euros em equipamento médico a Portugal.

Rooftop do futuro Legacy Hotel CascaisD.R.

Esta unidade hoteleira vai localizar-se no número 528 da Avenida 25 de Abril, mesmo no centro histórico de Cascais, e será direcionada tanto para viajantes de lazer como de negócios. Terá 58 quartos com varanda e vista para o mar, um bar, dois restaurantes, piscina, spa e centro de fitness. A inauguração está prevista para 2021, refere o Grupo Hilton, em comunicado.

O Legacy Hotel Cascais resultará da renovação do Hotel Cidadela, que foi comprado há uns anos pela Reformosa. A ideia é transformar o hotel num condomínio de luxo privado, com 10 moradias com jardim e piscina privativa e 28 apartamentos. A comercialização começou mesmo a ser feita pelas consultoras JLL, IRG e Coldwell Banker Luxus, que referiam, na altura, que os preços iam dos 560.000 aos 2,77 milhões de euros.

De acordo com o comunicado enviado esta quarta-feira pelo Grupo Hilton, a Reformosa decidiu assinar este acordo de franchising para a parte hoteleira, mas o hotel continuará a ter a componente residencial. A empresa chinesa conta já com vários projetos residenciais em Lisboa, como o High Lapa, One D. Carlos e o Liberdade 12.

Sabersal e Let’s Sea Azores investem em dois Hilton

Mais a norte do país, em Vila Nova de Gaia, vai nascer o Hilton Porto Gaia, resultado de um acordo de franchising com a portuguesa Sabersal. Ficará localizado no número 87 da Rua de Serpa Pinto, e terá 194 quartos, um restaurante, um lobby bar, um bar com vista panorâmica para o rio Douro, um espaço para evento, um ginásio e um spa com piscina interior, sauna, banho turco e quatro salas de tratamento.

A terceira unidade vai chamar-se DoubleTree by Hilton Lagoa Açores e resulta de um acordo de gestão entre o Grupo Hilton e a Let’s Sea Azores. Neste hotel, que será a estreia da marca Hilton naquele arquipélago, haverá 101 quartos, um espaço de eventos, um restaurante, um lobby bar, uma piscina exterior e bar à beira da piscina, um spa e um centro de fitness. A inauguração está prevista para o início de 2022.

Patrick Fitzgibbon, senior vice-presidente de desenvolvimento, EMEA, do Grupo Hilton, nota que “Portugal está perfeitamente posicionado para captar a procura pendente de consumidores à medida que as viagens internacionais retomarem”. “Os novos hotéis representam um investimento significativo e estamos a colaborar com parceiros excecionais para trazer novas propriedades para alguns dos destinos turísticos de maior crescimento em Portuga”, acrescenta.

O ECO questionou o Grupo Hilton sobre o investimento que será feito por cada uma das empresas nas três unidades hoteleiras, mas fonte oficial da cadeia hoteleira respondeu que “o grupo não pode revelar, uma vez que os investimentos são de cada um dos proprietários”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portugal vai ganhar três novos hotéis Hilton. Chineses investem num deles

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião