BCP recua, mas é a Galp que pesa na bolsa de Lisboa

Banco pesa no PSI-20, que segue a recuar 0,14%. No entanto, é a Galp Energia a liderar as perdas com uma desvalorização de 2%.

Após uma reação em alta, o BCP corrige na bolsa de Lisboa. Os títulos do banco reagem ao anúncio de que o acionista Sonangol poderá estar à procura de comprador para a sua posição, que foi confirmada por ambos. Com o peso do BCP, mas também da Galp Energia, o índice PSI-20 desvaloriza.

Se a operação fizer sentido para banco e acionistas, a Sonangol poderá analisar um eventual desinvestimento no BCP ou até um processo fusão. O esclarecimento foi prestado pela administração da petrolífera angolana à instituição financeira portuguesa, no seguimento de uma entrevista à Reuters em que o CEO da Sonangol, que detém cerca de 20% do banco português, ter admitido a possibilidade.

Na última sessão, o BCP valorizou 1%, mas a tendência positiva manteve-se apenas nas primeiras negociações do dia. O banco segue a cair 0,75% para 0,1193 euros por ação. Apesar de a cotação ser quase o dobro do mínimo tocado no final de outubro, no acumulado do ano a perda é superior a 41%.

O banco pesa no PSI-20, que segue a perder 0,14% para 4.617,91 pontos. No entanto, é a Galp Energia a liderar as perdas com uma desvalorização de 2% para 8,872 euros por ação, no dia em que se decide o futuro do petróleo. A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) reúne esta quinta-feira para decidir sobre a manutenção ou anulação dos cortes à produção de crude a partir de janeiro.

A Navigator cede 0,5%, próximo das perdas da Mota-Engil, Corticeira Amorim e Semapa. Em sentido contrário, o ganho de 0,6% da EDP, a subida de 0,44% da Nos e de 0,43% da Jerónimo Martins travam as quedas do índice.

Lisboa acompanha assim o sentimento negativo na Europa, onde se aguardam novidades do Brexit. O europeu Stoxx 600 recua 0,08% e o britânico FTSE 100 perde 0,05%. Já o alemão DAX cede 0,09%, o francês CAC 40 desliza 0,03% e o espanhol IBEX 35 desvaloriza 0,06%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

BCP recua, mas é a Galp que pesa na bolsa de Lisboa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião