Medir a inteligência? Sim, com este jogo da Fundação Champalimaud

Criado por cientistas para mapear a inteligência, o hexxed mede a essência desta característica humana. Está disponível em todo o mundo.

Nem precisa de sair do seu telemóvel. O hexxed, um jogo desenvolvido por cientistas da Fundação Champalimaud, em parceria com a Universidade de Berkeley, na Califórnia, foi criado para mapear a inteligência humana. Atraves de uma série de puzzles, o jogo “foi desenhado para fornecer uma visão única sobre como funciona a inteligência”.

Gratuito e disponível para todo o mundo — em Android e iPhone –, o jogo permite analisar, através das respostas a exercícios simples, o processo mental que está por trás de estratégias simples e complexas de resolução de problemas, processo que realizamos diariamente, quase sem nos apercebermos.

“O hexxed junta-se a uma tendência global dos denominados jogos de ciência cidadã – onde, ao jogar, indivíduos em todo o mundo podem contribuir para descobertas científicas”, explica Gautam Agarwal, um dos cientistas que desenvolveu o jogo como parte do seu projeto de investigação no laboratório liderado por Zachary Mainen, na Fundação Champalimaud, citado em comunicado.

"O hexxed junta-se a uma tendência global dos denominados jogos de ciência cidadã – onde, ao jogar, indivíduos em todo o mundo podem contribuir para descobertas científicas.”

Gautam Agarwal

Cientista

O jogo é, também, uma forma de fazer a ciência sair do laboratório. “As experiências em ambiente laboratorial têm um número limitado de sujeitos e são, geralmente, repetitivas e enfadonhas. Por outro lado, os jogos online podem ser jogados por um número ilimitado de pessoas, em qualquer parte do mundo, e conduzir os jogadores a uma total entrega e participação, ficando como que imersos numa cadência constante de experiências novas e evolutivas”, acrescenta.

A equipa quer usar o jogo “para aprender não apenas sobre a inteligência humana mas, também, sobre a inteligência da máquina, elevando a diversidade dos dados recolhidos a um outro patamar”, adianta ainda o comunicado.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Medir a inteligência? Sim, com este jogo da Fundação Champalimaud

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião