Por todo o mundo, países fecham as portas ao Reino Unido

Nova variante do coronavírus levou vários países a fechar fronteiras a viajantes e mercadorias vindos de terras britânicas. Há governos a vedar outros viajantes ou a aplicar quarentenas.

As autoridades britânicas identificaram uma nova variante do coronavírus. A descoberta fez soar os alarmes a nível internacional e vários países decidiram fechar fronteiras (aéreas, marítimas ou terrestres) com o Reino Unido para evitar uma maior propagação desta estirpe, que poderá ser 70% mais contagiosa do que as anteriores identificadas.

Portugal optou por proibir, a partir da meia noite desta segunda-feira, a entrada no país de passageiros provenientes do Reino Unido, à exceção de cidadãos portugueses ou residentes legais. O mesmo acontece em Espanha, a partir desta terça-feira, de forma concertada com Portugal.

A Península Ibérica não é, de longe, caso único. Os vários governos apressaram-se a atuar e logo no domingo começaram a avançar com iniciativas para controlar a nova estirpe. Os Países Baixos foram os primeiros a avançar, ao suspenderem todos os voos e ferries com passageiros oriundos do Reino Unido até 1 de janeiro, enquanto Itália restringiu os voos até 6 de janeiro.

As durações das proibições foram muito diferentes consoante as autoridades de cada país. Tanto na Áustria como na Alemanha, a duração da proibição de voos provenientes do Reino Unido ainda não é conhecida. Quem estivesse a pensar viajar desde o Reino Unido para Malta, Hungria, Polónia, República Checa ou Macedónia tem os voos suspensos, até novas informações em contrário.

Por outro lado, há países que decidiram impor restrições por períodos mais curtos de tempo. A Bélgica cessou ligações aéreas e marítimas provenientes do país por um período (mínimo e renovável) de 24 horas e França por 48 horas, o mesmo tempo que a Irlanda, a Dinamarca, a Noruega e a Croácia. No caso francês, além de pessoas, também mercadorias transportadas por via terrestre, aérea ou marítima são barradas à chegada, de acordo com a agência Lusa.

A Rússia está fechada a viajantes vindos da Grã-Bretanha durante uma semana, adianta a Sky News. Países como a Bulgária, a Lituânia, a Letónia e a Estónia veem todos os voos vindos do Reino Unidos a serem interrompidos até ao fim do ano, de acordo com a Sky News.

Tanto a Roménia como a Finlândia e a Suíça suspenderam não só as ligações com o Reino Unido como com a África do Sul. E no caso suíço, quem esteve recentemente em terras de Sua Majestade, tem de ficar de quarentena.

Fora da Europa, a Índia irá, a partir de quarta-feira, interromper todos os voos vindos do Reino Unido até 31 de dezembro e o Irão suspendeu todos os voos do Reino Unido durante as próximas duas semanas. O acesso terrestre e marítimo ao território pelo período mínimo de uma semana (prorrogável) está também em vigor na Arábia Saudita. No Canadá, a proibição dura apenas 72 horas. Colômbia, Marrocos, Chile e Argentina baniram, também, a chegada de viajantes vindos do Reino Unido por tempo indeterminado, tal como o Kuwait.

O Governo de Hong Kong, por seu lado, anunciou também a suspensão dos voos de passageiros vindos do Reino Unido, obrigando quem faça essa travessia a um período de isolamento excecional de 21 dias, de forma a reduzir as possibilidades de contágio.

Israel e a Turquia decidiram proibir a entrada de visitantes não só do Reino Unido, mas também da Dinamarca e da África do Sul, refere a Lusa. No caso dos turcos, as restrições aplicam-se igualmente aos Países Baixos.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Por todo o mundo, países fecham as portas ao Reino Unido

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião