Preços das casas em Portugal crescem 7%, acima da média da Europa

Entre julho e setembro do ano passado, os preços das casas subiram cerca de 5% na Europa. Em Portugal o aumento foi ainda mais acentuado: 7%.

Os preços das casas subiram 4,9% na Zona Euro e 5,2% na União Europeia (UE) no terceiro trimestre do ano passado, mostram os dados do Eurostat. Portugal registou uma subida de mais de 7%, acima da média europeia.

Esperava-se que a pandemia provocasse um arrefecimento no mercado imobiliário mas, comparando com o terceiro trimestre do ano passado, os preços das casas subiram em torno de 5% no território europeu. Numa análise aos Estados-membros, os maiores aumentos observaram-se no Luxemburgo (13,6%) e na Polónia (10,9%), enquanto o Chipre (-1,4%) e a Irlanda (-0,8%) registaram as maiores descidas.

Portugal aparece acima da média europeia, depois de ter visto os preços das casas subirem 7,1% entre julho e setembro, quando comparado com o mesmo período do ano passado, refere o Eurostat.

Contudo, quando analisada a evolução dos preços do segundo para o terceiro trimestre, a subida foi mais residual: 1,3% na Zona Euro e 1,4% na UE. Nesta análise, a Hungria (5,2%) e a Dinamarca (4,2%) observaram os maiores aumentos, enquanto no Chipre (-4,8%) e na Roménia (-2,6%) foi onde os preços mais caíram durante a altura do verão. E, aqui, Portugal já aparece com uma evolução abaixo da média europeia. Do segundo para o terceiro trimestre, os preços subiram apenas 0,5%.

Numa outra publicação, o Eurostat conclui que desde 2010 até ao terceiro trimestre de 2020, as rendas aumentaram 14,6% e os preços da habitação 26,8%. Numa análise a todos os Estados-membros, verifica-se que, durante esta década, os preços das casas subiram mais do que as rendas em 16 países, sendo um deles Portugal.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Preços das casas em Portugal crescem 7%, acima da média da Europa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião