“Esperemos que confinamento não ultrapasse um mês”, diz Marcelo

O Presidente da República afirma que o que se quer no "primeiro trimestre é evitar que isto [o confinamento] sobre para o segundo trimestre".

Marcelo Rebelo de Sousa espera que o novo confinamento, que arrancou esta madrugada, não dure mais do que um mês. Contudo, sublinhou que a duração vai “depender muito” de todos os portugueses. Em declarações aos jornalistas, o Presidente da República referiu ainda que os novos apoios anunciados para as empresas são “mais diretos” e que é fundamental que o “tecido empresarial não se rompa”.

“Esperemos que não ultrapasse um mês, mas vamos ver”, começou por dizer Marcelo Rebelo de Sousa esta sexta-feira, durante uma visita a um centro de ajuda social. “Isso depende muito de todos nós”, continuou, referindo que é necessário ter “bom senso” durante estes 15 dias e na renovação.

“Se isso acontecer, e se funcionar, se curvarmos e invertermos a tendência que existe, isso permite fechar o problema ou reduzi-lo na sua fase mais crítica a uma parte. Por isso, o que nós queremos no primeiro trimestre é evitar que isto [confinamento] sobre para o segundo trimestre“, acrescentou.

O Presidente da República falou ainda nos novos apoios anunciados pelo Governo para as empresas, referindo que estes “aumentaram”. “O Governo passou de apoios muito baseados em financiamento bancário para apoios mais diretos, o que é bom, é mais rápido”, disse, acrescentando que o esperado é que estas ajudas cheguem mais rapidamente aos pequenos e médios empresários.

Mantém-se o lay-off e estende-se a nova versão, [o que] custa muito dinheiro. Como já foi dito, a pandemia já custou mais do que a tão famosa bazuca [europeia] que vem aí. Mas é importante que o tecido social não rompa e que as empresas não entrem para falência disparada“, disse, notando que “o que for necessário fazer, vai sendo feito” e que “a cada renovação vai-se aprendendo”.

(Notícia atualizada às 12h45 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

“Esperemos que confinamento não ultrapasse um mês”, diz Marcelo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião