EDP Renováveis põe Lisboa a subir apesar das quedas na Europa

A bolsa de Lisboa ignorou as perdas na Europa e subiu à boleia da EDP Renováveis. Cotada avançou mais de 1,5% depois de anunciar a compra de uma plataforma solar nos EUA.

As bolsas europeias desvalorizaram esta terça-feira, mas o índice português PSI-20 contrariou a tendência. A praça nacional escapou às quedas ligeiras das congéneres europeias, amparada por ganhos de empresas como EDP Renováveis e Galp Energia.

Enquanto o Stoxx 600 caiu 0,1%, o alemão DAX cedeu 0,2%, o francês CAC-40 recuou 0,3%, o espanhol IBEX-35 perdeu 0,8% e o britânico FTSE 100 derrapou 0,1%. Já o PSI-20 fechou com um ganho de 0,35%, para 5.077,21 pontos, a segunda sessão consecutiva a subir.

Os títulos da EDP Renováveis subiram 1,51%, para 23,5 euros, no rescaldo da compra pela empresa de uma plataforma solar nos EUA, na qual investiu 119 milhões de euros. A subida contribuiu de forma significativa para o desempenho do índice.

Evolução das ações da EDP Renováveis em Lisboa:

Ainda no setor energético, a Galp Energia valorizou 1,94%, para 9,226 euros por ação, num dia em que o petróleo também valoriza nos mercados internacionais. O preço do Brent, referência para as importações nacionais, soma 2,28%, a cotar em cerca de 56,01 dólares o barril.

Nos ganhos, destaque ainda para a subida dos CTT. O grupo de correios liderado por João Bento avançou 3,42% em bolsa, para 2,57 euros por ação, conquistando o primeiro lugar na lista dos melhores desempenhos da sessão.

Do lado das perdas, o banco BCP impediu uma subida ainda mais expressiva do índice. A instituição financeira encabeçada por Miguel Maya perdeu 0,93%, para 12,82 cêntimos por ação, pressionando expressivamente o índice bolsista português.

No dia em que reuniu a assembleia-geral extraordinária, a EDP também surge entre as cotadas com o pior desempenho do dia. As ações da elétrica nacional caíram 0,82%, para 5,32 euros, apesar da eleição de Miguel Stilwell d’Andrade como presidente executivo da cotada com 99,98% dos votos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EDP Renováveis põe Lisboa a subir apesar das quedas na Europa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião