Lovys capta 17 milhões de euros para expandir na Europa numa das maiores Série A em insurtech da Europa

  • ECO Seguros
  • 19 Janeiro 2021

A insurtech de origem portuguesa reuniu 17 milhões de euros numa ronda de série A, beneficiando da aposta de investidores históricos e a alargar a base de financiadores.

Pouco mais de um ano depois da ronda seed, a insurtech de origem portuguesa Lovys fechou novo financiamento em Série A no valor de 17 milhões de euros. A ronda é uma das maiores Série A em seguros B2C de toda a Europa, anunciou a startup. Um ano depois de levantamento inicial de 3,3 milhões de euros em 2019, os investidores da Lovys — Portugal Ventures e Maif Avenir — renovaram a sua confiança na empresa.

Esta série A “tem como finalidade dar seguimento ao ritmo de crescimento verificado no ano de 2020, bem como financiar o crescimento em novos mercados”, explica a insurtech. A Lovys atua no mercado francês “e pretende expandir a sua carteira de produtos, alinhando a sua oferta com os novos modos de vida, sendo que considera que o seu conceito responde a uma necessidade global”.

“Este é o resultado de um trabalho incansável de toda a equipa. Conseguimos demonstrar um enorme crescimento, principalmente no último terço do ano, onde duplicámos a nossa base de clientes. Estamos empenhados em oferecer uma experiência única em seguros e com um posicionamento radicalmente diferente: sermos a primeira subscrição digital e flexível para vários seguros em simultâneo”, afirma João Cardoso, CEO e fundador da Lovys.

Lançada em 2017 pelo empresário português, a Lovys permite aos utilizadores gerir todas as suas necessidades diárias de seguros, através de uma única interface, 100% online. Em três anos, a empresa desenvolveu quatro produtos — casa, carro, smartphone e cães & gatos –, concebidos para corresponder às necessidades das gerações mais digitais. A equipa conta já com 55 empregados, nos escritórios de Paris, Porto, Leiria e Lisboa.

Aos dois investidores que renovam o compromisso com a Lovys “juntam-se agora três nomes de peso: a Heartcore (que investiu em empresas como a GetYourGuide, Tink, Seriously, Peakon), a NewAlpha (que investiu anteriormente na Lydia, Digital Insure, Mobeewave) e a Raise Ventures (que conta com empresas como a Finfrog, Bergamotte, Bird Office no portfólio)”.

“A Lovys demonstrou uma capacidade de adaptação e de inovação que a colocam como uma das startups com maior potencial no setor insurtech, a nível europeu. Apesar do atual contexto ser desfavorável ao setor dos seguros, conseguiu obter uma progressão notável ao longo de 2020. Para a Portugal Ventures é um orgulho fazer parte de um projeto que sabe combinar o potencial do capital humano português com uma apetência expansionista à escala europeia”, refere Rui Ferreira, vice-presidente da Portugal Ventures, gestora de capital de risco pública que, em 2020, bateu recordes de investimento e financiou startups em 17,7 milhões de euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Lovys capta 17 milhões de euros para expandir na Europa numa das maiores Série A em insurtech da Europa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião