Biotecnológica Biogen investe 250 milhões para eliminar energia fóssil até 2040

  • Capital Verde
  • 20 Janeiro 2021

A empresa biotecnológica norte-americana é a primeira empresa da lista Fortune 500 a comprometer-se em descontinuar a utilização de combustíveis fósseis nos próximos 20 anos, até 2040.

A empresa biotecnológica norte-americana Biogen anunciou esta quarta-feira o compromisso de eliminar até 2040 os combustíveis fósseis das suas operações a nível mundial, através de um investimento global de 250 milhões de dólares (cerca de 205 milhões de euros).

Além de querer ser uma das primeiras empresas do seu setor neutras em carbono, a Biogen torna-se também na primeira empresa da lista Fortune 500 a comprometer-se em descontinuar a utilização de combustíveis fósseis nos próximos 20 anos.

Para isso, a empresa definiu um plano de medidas a adotar a partir de 2021, e que passam por:

  • Passar a utilizar até 2040 somente fontes de energia renováveis em todas as operações da empresa;
  • Apoiar os seus fornecedores a adotar medidas de eliminação de combustíveis fósseis. A Biogen prevê ter 80% dos seus fornecedores comprometidos até 2025, estimando que 50% destes estejam a utilizar apenas fontes de eletricidade renováveis até 2030, aumentando para 90% até 2040;
  • Substituir a sua atual frota por mais de 1500 veículos elétricos até 2025, bem como instalar sistemas de carregamento destes automóveis em mais de 30 localizações. Em Portugal, por exemplo, a frota da empresa é totalmente híbrida desde 2015;
  • Estabelecer novas metas de química verde até 2021, e implementar esses princípios em todos os estágios do desenvolvimento de terapêuticas até 2030;
  • Eliminar, minimizar e reciclar plástico derivado de combustível fóssil nas diferentes áreas de atividade da empresa, e descontinuar a sua utilização em embalagens secundárias e terciárias até 2040;
  • Apoiar outras organizações no combate às alterações climática, através de uma aposta no investimento em empresas e fundos de investimento de alta performance focados nos fatores ESG (ambientais, sociais e de governança);
  • Dar suporte aos colaboradores na adoção de estratégias de não utilização de combustíveis fósseis em casa e na aposta em planos de reforma focados nos fatores ESG.

“Anualmente mais de nove milhões de pessoas morrem em todo o mundo com condições derivadas da poluição emitida por combustíveis fósseis, um cenário que nos obriga a refletir sobre a nossa forma de vida, de trabalhar, e inclusive de consumir energia. Foi com isto em mente, e tendo como base uma estratégia global de longo prazo da Biogen para lidar com as alterações climáticas e o seu impacto no ambiente e saúde, que surgiu o programa Healthy Climate, Healthy Lives, com o qual pretendemos estar na linha da frente na construção de um futuro mais sustentável e com menos disparidades em saúde junto das diversas populações do mundo”, explicou Anabela Fernandes, Diretora Geral da Biogen Portugal, em comunicado.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Biotecnológica Biogen investe 250 milhões para eliminar energia fóssil até 2040

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião