Suíços do Stoneweg investem 100 milhões nas “dark stores” da Glovo. Foco é também em Portugal

Fundo imobiliário suíço vai focar o investimento nos projetos de "dark stores" que a empresa de distribuição tem em Portugal, e também em Espanha, Itália e Roménia.

A Glovo acaba de captar um investimento de 100 milhões de euros, feito pelo fundo imobiliário suíço Stoneweg, para continuar a investir em “dark stores”. De acordo com o jornal espanhol La Vanguardia (conteúdo em castelhano), a empresa vai continuar a investir nos seus armazéns urbanos localizados em Portugal, Espanha, Itália e Roménia, desenvolvendo esta área de negócio a par da estratégia de entrega de produtos de supermercado e de outros artigos de consumo. Estas “dark stores” são armazéns urbanos que permitem à Glovo gerir os produtos mais de perto e, assim, reduzir o tempo de entrega para 30 minutos.

Citando um comunicado, o La Vanguardia assinala que o investimento do fundo imobiliário suíço na Glovo será aplicado na compra e recuperação de armazéns à medida das necessidades da empresa, que posteriormente ser-lhe-ão alugados a curto e médio prazo. Neste primeiro plano está o crescimento de 18 para 100 espaços disponíveis. A maior parte do investimento está focado no negócio de supermercado pelo que a ideia é que os novos armazéns estejam a operar 24 horas, sete dias por semana.

Ainda assim, a Glovo quer também dedicar uma pequena parte dos novos armazéns a produtos vindos do pequeno comércio, assinala o jornal espanhol. O investimento integra a estratégia Quick Commerce, anunciada no ano passado com um investimento de 20 milhões e que se propunha a diversificar a atividade da Glovo além da entrega de comida que representa, atualmente, 75% do negócio da empresa.

Atualmente, a Glovo já conta com espaços de “dark stores” em Barcelona, Madrid, Lisboa e Milão. Nos próximos tempos, a empresa deverá acrescentar a esta lista cidades como Sevilha, Valência, Saragoça, em Espanha, e Porto, em Portugal.

Contactada pelo ECO, a Glovo ainda não fez quaisquer comentários.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Suíços do Stoneweg investem 100 milhões nas “dark stores” da Glovo. Foco é também em Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião