Morreram mais 291 pessoas por Covid-19, um novo recorde. Há 10.765 novos casos

Foram identificados 10.765 novos casos de infeção pelo novo coronavírus em Portugal nas últimas 24 horas. O país aproxima-se da barreira dos 300 óbitos num só dia, com 291 mortes registadas.

Portugal registou 10.765 novos casos de infeção por Covid-19, elevando para 653.878 o número de infetados desde o início da pandemia. Trata-se de uma subida diária de 1,67%. Já o número de mortes subiu para 11.012, após 291 óbitos terem sido contabilizados nas últimas 24 horas, um novo máximo, segundo a última atualização da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Neste contexto, Portugal aproxima-se dos 300 óbitos num só dia, depois de no passado domingo ter registado 275 mortes, o anterior recorde até agora. Destes 291 óbitos referidos nas últimas 24 horas, 145 foram na região de Lisboa e Vale do Tejo, 68 na região Norte, 55 no Centro, 15 no Alentejo, 6 no Algarve, um na Madeira e um nos Açores.

Há agora 167.281 pessoas (casos ativos) a lutarem contra a doença, menos 3.354 face ao balanço anterior. A maioria das novas infeções foi registada em Lisboa e Vale do Tejo (LVT). Dos 10.765 novos casos confirmados, 5.785 localizam-se nesta região (cerca de 54%), seguindo-se a região Norte, que contabilizou 2.893 novas infeções (aproximadamente 27%).

Boletim epidemiológico de 26 de janeiro:

Ainda assim, o Norte continua a ser a região com mais casos até ao momento (289.212 casos de infeção e 4.199 mortes), seguindo-se de Lisboa e Vale do Tejo (227.893 casos e 4.131 mortes), do Centro (91.764 casos e 1.876 mortes), do Alentejo (22.724 casos e 571 mortes) e do Algarve (15.529 casos e 178 mortes). Nas ilhas, os Açores registam 3.284 casos e 23 mortos, enquanto a Madeira tem 3.472 pessoas infetadas e 34 vítimas mortais.

Quanto à caracterização clínica, a maioria dos infetados está a recuperar em casa. Ainda assim, os números revelam ainda a pressão que está a ser exercida nos hospitais, que estão perto do limite. Neste momento, há 6.472 pessoas internadas (mais 52 face ao dia anterior), um novo máximo, dos quais 765 em unidades de cuidados intensivos (menos dois). Há ainda 215.770 pessoas sob vigilância das autoridades de saúde, ou seja, mais 3.059 do que no balanço de segunda-feira.

Os dados revelados pelas autoridades de saúde dão ainda conta de mais 13.728 recuperados, mais do dobro relativamente ao último balanço. No total, 475.485 pessoas recuperaram da doença.

Face ao contexto atual, o Presidente da República admitiu esta terça-feira um novo prolongamento do estado de emergência, que vigora atualmente até 30 de janeiro, acrescentando ainda que se poderá esperar uma continuação da aplicabilidade das restrições que foram impostas ao país na semana passada. Isto significa que o país continuará em confinamento geral, com as escolas fechadas.

(Notícia atualizada às 15h54)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Morreram mais 291 pessoas por Covid-19, um novo recorde. Há 10.765 novos casos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião