EDP Renováveis perde quase 8% e atira Lisboa para mínimos de dezembro

A bolsa de Lisboa desvalorizou quase 2%, depois de o banco UBS ter recomendado a "venda" das ações da EDP Renováveis, o que tirou perto de 8% ao valor das ações da empresa.

As bolsas europeias fecharam em terreno positivo, mas o índice nacional contrariou o sentimento e registou uma queda expressiva de quase 2%, recuando para mínimos de dezembro. Em causa está a recomendação de “venda” da UBS em relação à EDP Renováveis, que tirou quase 8% do valor da empresa de energias renováveis.

Enquanto o Stoxx 600 ganhou 0,62%, cotando agora em máximos de três semanas, o francês CAC-40 somou 0,60%. Os ganhos foram menos expressivos nas restantes bolsas europeias, mas Lisboa destacou-se em particular, e pela negativa: o índice PSI-20 perdeu 1,87%, para 4.725,83 pontos, significativamente pressionado pela EDP Renováveis.

Evolução das ações da EDP Renováveis em Lisboa

A UBS recomendou aos clientes a “venda” das ações da elétrica por considerar que está “cara”. O banco de investimento coloca o preço-alvo em 19,05 euros, o que lhe dá um potencial de desvalorização de 13,6% face ao fecho anterior. Além disso, também iniciou a cobertura das ações da casa-mãe, a EDP, mas com uma recomendação “neutral” e colocando o preço-alvo nos 5,25 euros, o que ainda lhe dá potencial de valorizar. Mesmo assim, os títulos perderam 1,34%, para 4,941 euros.

Ainda nos “pesos-pesados” que fizeram cair a bolsa, destaque para o BCP. As ações do banco liderado por Miguel Maya recuaram 1,81%, para 11,91 cêntimos.

A impedir uma queda ainda maior do índice esteve a Galp Energia. A petrolífera nacional foi a única cotada do índice principal a registar ganhos, avançando 1,03%, para 9,014 euros. A ação reagiu positivamente à subida dos preços do petróleo, num dia em que a matéria-prima em Londres valoriza 2,04%, para 62,39 dólares o barril.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EDP Renováveis perde quase 8% e atira Lisboa para mínimos de dezembro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião