PIB per capita de Portugal recuou quatro anos por causa da pandemia

Em Portugal, o PIB per capita contraiu 7,8% em 2020, recuando quatro anos. Esta é a primeira queda desde a troika e a maior da série do Instituto Nacional de Estatística (INE).

Após seis anos consecutivos de crescimento, o PIB per capita português contraiu uns históricos 7,8% em 2020 por causa da crise pandémica, com o valor a atingir um mínimo de 2016. Esta é a primeira queda anual desde 2013, ano ainda marcado pela troika, e a maior desde 1996, ano em que a arranca a atual série do Instituto Nacional de Estatística (INE).

Os dados foram atualizados recentemente pelo gabinete de estatísticas após a divulgação das contas nacionais de 2020 em que confirmou a queda do PIB de 7,6%. Como a quebra percentual do PIB per capita (-7,8%) foi superior em duas décimas, subentende-se que a população nacional terá crescido no ano passado em vez de contrair. O efeito contrário registou-se durante a troika quando a emigração disparou, atenuando a quebra do PIB per capita.

PIB per capita registou em 2020 a maior queda em pelo menos 25 anos

Fonte: Instituto Nacional de Estatística (INE). Variação percentual anual do PIB per capita de Portugal.

O impacto da crise foi tão agressivo que num só ano o PIB per capita recuou quatro anos, atingindo um mínimo de 2016. Em 2020, a riqueza nacional dividida por cada cidadão fixou-se nos 18,2 mil euros, o que compara com os 18,06 mil euros registados em 2016.

Face a 2019, ano em que o PIB per capita era de 19.780 euros, o indicador em 2020 encolheu 1.542 euros, apagando quase por completo os avanços registados em 2017, 2018 e 2019.

Até ao momento, a maior queda tinha sido registada em 2012 quando o PIB per capita encolheu 651 euros. É preciso juntar o impacto conjunto dos três anos de troika (2011, 2012 e 2013) e da crise financeira de 2009 para igualar o impacto da crise pandémica neste indicador em valor absoluto.

O PIB per capita visa, na prática, medir a riqueza produzida pelo país dividida por cada cidadão. Este indicador é mais usado para comparações internacionais por permitir comparar a atividade económica e o nível de vida de países com diferentes dimensões.

O Eurostat divulga todos os anos essa comparação dentro da União Europeia em paridades de poder de compra, juntando à análise a despesa per capita que é visto como um indicador mais adequado para perceber o nível de vida dos cidadãos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

PIB per capita de Portugal recuou quatro anos por causa da pandemia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião