Mortalidade aumentou 10% em ano de pandemia. Nascimentos caíram

Morreram 123.467 pessoas no ano passado, mais 10,2% que em 2019. Para piorar, também o número de nascimentos viu um decréscimo, fazendo com que o saldo natural caísse substancialmente.

Depois de em 2019 ter havido uma redução da mortalidade, o mesmo não aconteceu em 2020, ano marcado pela pandemia de Covid-19. Segundo os dados preliminares do Instituto Nacional de Estatística (INE), morreram 123.467 pessoas no ano passado, mais 10,2% que em 2019. Para piorar, também o número de nascimentos viu um decréscimo, fazendo com que o saldo natural caísse substancialmente.

“Em 2020 registaram-se em território nacional 84.558 nados-vivos e 123.467 óbitos (dados preliminares)”, lê-se na nota do INE. Ou seja, face a 2019, são cerca de mais 10 mil mortos e menos de 2.500 nascimentos (valor que decresce pelo segundo ano consecutivo).

De acordo com os dados divulgados, dezembro foi o mês com mais óbitos (12.951). Já o mês em que nasceram mais bebés, com 7.647 crianças, foi o de setembro. Em sentido inverso, o mês com menos mortes foi julho (8.563) e com menos nascimentos foi dezembro (6.252).

A pandemia de Covid-19 poderá, eventualmente, ter sido uma razão para o menor número de nascimentos, mas é, com certeza, explicação para parte dos óbitos, tal como já tinha revelado o gabinete estatístico.

O número de mortes em 2020 foi 10,6 % maior em relação à média dos cinco anos anteriores (2015-2019) e, segundo o INE, o excesso de mortalidade começou a sentir-se particularmente a partir de março, quando se iniciou a pandemia, a 2 de março. Desde esse dia até 27 de dezembro de 2020 morreram 99.356 pessoas no país, “mais 12.852 óbitos que a média no mesmo período dos últimos cinco anos”. Dos 12.852 óbitos, 52% (6.677) foram óbitos por Covid-19. De recordar que estes valores não contam ainda com a pior fase da pandemia em Portugal, que se deu em janeiro.

Contas feitas, o saldo natural da população, isto é, a diferença ente o número de nascimento e mortes mantêm-se negativo pelo 12º ano consecutivo. Mas desta vez levou um “abanão”. Se em 2019 se encontrava nos -25.214, em 2020 passou para -38.856.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Mortalidade aumentou 10% em ano de pandemia. Nascimentos caíram

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião