Autotestes começam a ser entregues hoje às farmácias, garante o Infarmed

Ao ECO, fonte oficial do Infarmed revela que foi informado pela Roche de que os autotestes vão começar a ser distribuídos nas farmácias e noutros locais de venda autorizados ainda esta quarta-feira.

Os testes rápidos de antigénio para o despiste do novo coronavírus, fabricados pela sul-coreana SD Biosensor e comercializados pela multinacional suíça Roche, vão começar a ser distribuídos esta quarta-feira às farmácias e a outros locais de venda de medicamentos não sujeitos a receita médica, revelou fonte oficial do Infarmed ao ECO.

Em causa está o teste “SARS-CoV-2 Rapid Antigen Test Nasal” produzido pela SD Biosensor Inc e distribuído em Portugal pela Roche. Este teste vai ser disponibilizado em modo individual em farmácias e noutros locais autorizados à venda de medicamento não sujeitos a receita médica, “de acordo as indicações do fabricante”, ou, em alternativa, em caixas de 25 testes, conforme explicou o regulador do medicamento na lista publicada no site na sexta-feira.

Até ao momento, apenas a sul-coreana SD Biosensor obteve aprovação por parte do regulador para comercializar estes testes em Portugal, sendo que os preços ainda não são conhecidos. Não obstante, o Público avançou esta quarta-feira que o preço rondará os 10 euros e e estará isento de IVA, tal como o ECO já tinha noticiado.

Ao ECO, o Infarmed confirma que foi informado esta quarta-feira pela Roche de que estes testes vão começar a ser distribuídos nos postos de venda autorizados para o efeito, ainda hoje. Este era, portanto o passo que faltava para que estes testes chegarem à população em geral, já que até então apenas podiam ser utilizados por profissionais de saúde.

Há pouco mais de duas semanas, o Governo tinha autorizado a venda destes autotestes em farmácias e noutros locais de venda não sujeitos a receita médica, como é o caso das parafarmácias ou nos espaços de bem-estar de alguns supermercados. Depois disso, Infarmed, Instituto Dr. Ricardo Jorge (INSA) e Direção-Geral de Saúde (DGS) divulgaram as orientações relativas à sua comercialização e sobre a comunicação dos resultados, De sublinhar que estes testes só podem ser adquiridos por pessoas com idade igual ou superior a 18 anos.

Estes testes permitem detetar possíveis casos de infeção por Covid-19 através da recolha de uma amostra de fluido das fossas nasais e cuja colheita é feita através de uma zaragatoa (mais pequena do que a utilizada nos testes PCR). Apesar de terem uma sensibilidade inferior aos testes de referência (os PCR), estes testes permitem obter resultados mais rápidos, entre 10 a 30 minutos, pelo que são aconselhados principalmente para rastreio comunitário.

(Notícia atualizada às 12h46 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Autotestes começam a ser entregues hoje às farmácias, garante o Infarmed

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião