Grupo MDS compra corretora brasileira Tovese

  • ECO Seguros
  • 4 Abril 2021

A empresa gaúcha lidera o negócio de proteção da lavoura no estado sul do Brasil. Boa parte da carteira cobre a soja, mas a operação estende-se a vários segmentos do agronegócio.

A portuguesa MDS, através da subsidiária MDS Brasil, acordou a aquisição da Tovese, uma corretora pioneira na comercialização de apólices de seguro para áreas agrícolas de grãos no Rio Grande do Sul.

Com mais de 14 anos de atividade, a Tovese prevê alcançar 120 milhões de reais (cerca de 17,9 milhões de euros) em volume de prémios em 2021, somando a operação nos seguros pessoais e empresarial para pequenas, médias e grandes empresas. Sediada em Porto Alegre e com filiais em Carazinho e Cruz Alta, a Tovese suporta-se ainda numa “estrutura completa de agentes especializados em todos os estados do Brasil” e, atualmente, desenvolve estratégia de expansão focada nos negócios rurais.

“A compra da Tovese reforça a nossa presença no Brasil, fortalecendo ainda mais a oferta de serviços. Por meio desta nova aquisição, ganhamos relevância no mercado de seguros para o agronegócio, trazendo o pioneirismo, a credibilidade e a experiência acumulada ao longo de mais de 14 anos pela equipe da Tovese”, afirma Ariel Couto, CEO da MDS Brasil e Americas Regional Manager da Brokerslink, rede global de corretagem de que a MDS é fundadora.

A transação concretizada pelo MDS Group (corretagem de seguros, resseguro, gestão de benefícios e consultoria de riscos) acompanha a evolução positiva no setor agro brasileiro, nomeadamente através dos investimentos por parte do Governo Federal e também por via de subsídios de parte do prémio ao produtor, os quais somaram 800 milhões de reais (cerca de 119,2 milhões de euros) em 2020, explicou a subsidiária do grupo português liderado por José Manuel Dias da Fonseca (CEO).

Apontando objetivo de expandir para outras regiões do Brasil, Thiago Tristão, vice-presidente de Riscos Corporativos da MDS Brasil e CEO Brasil da MDS Reinsurance Solutions, explicou: “Como fazemos sempre em processos de aquisição, somaremos o melhor dos dois mundos em termos de pessoas, processos e serviços, e vamos proporcionar uma experiência cada vez mais completa aos nossos clientes.”

O ranking das seguradoras que atuam neste mercado aponta Brasilseg como líder, seguida da Mapfre e, na terceira posição, a Essor Seguros.

A carteira de apólices do segmento agro na Tovese já soma “mais de 6.300 documentos que cobrem riscos em lavouras de soja, o seu principal mercado que hoje representa quase 50% do total”, além de milho, arroz, trigo, feijão, cevada, canola, aveia entre outras culturas. No seu portefólio dirigido ao agronegócio, a corretora brasileira oferece coberturas para os segmentos Pecuário, Animais, Vida do Produtor, Florestal, Penhor Rural, Máquinas e Equipamentos, Propriedade Rural e Agrícola.

“Até o ano passado nós contemplávamos todo o Estado do Rio Grande do Sul, agora nós teremos força e respaldo da MDS Brasil para atuarmos nas principais regiões agrícolas do País. Utilizaremos toda a nossa expertise, aliada à força do Grupo MDS, para crescer ainda mais a operação e garantir que os nossos clientes contem com a melhor proteção para os seus riscos”, afirmou Otávio Simch, Diretor Executivo da Tovese.

Segundo dados da Confederação Nacional da Agricultura – CNA, o Produto Interno Bruto (PIB) do Agronegócio brasileiro deverá crescer 3% em 2021, até 1,8 biliões de reais (cerca de 268,2 mil milhões de euros), movimentando mais de 268 milhões de toneladas, sendo que o Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) aumentará 4,2%, superando 903 mil milhões de reais (134,5 mil milhões de euros).

O Rio Grande do Sul é um dos cinco estados do Brasil que mais contribui para o VBP, indicador que é calculado com base na produção da safra agrícola e da pecuária aos preços recebidos pelos produtores nas principais praças do país, para os 26 produtos agropecuários com mais peso na economia brasileira.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Grupo MDS compra corretora brasileira Tovese

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião