Censos 2021 arrancam hoje com início da distribuição de cartas

As cartas, que serão distribuídas pelos recenseadores, "contêm os códigos e toda a informação necessária para a resposta aos Censos através da Internet", diz o INE.

Arranca esta segunda-feira a maior operação estatística do país, organizada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). A primeira fase começa com a distribuição das cartas com a informação necessária para a resposta ao XVI Recenseamento Geral da População e VI Recenseamento Geral da Habitação, ou seja, aos Censos 2021, em todos os alojamentos do país.

As cartas “serão colocadas nas caixas de correio pelos recenseadores e contêm os códigos e toda a informação necessária para a resposta aos Censos através da Internet”, explica o INE, em comunicado.

Exemplo da carta para responder aos Censos 2021INE

A fase de distribuição das cartas para resposta aos Censos “terá a duração de duas semanas, estando a sua conclusão prevista para o dia 18 de abril”, adianta o INE. Já a 19 de abril arranca a fase de resposta aos Censos pela Internet, no site da iniciativa, que deve ser feita preferencialmente até dia 3 de maio.

Para responder, basta aceder ao site, colocar o código e a password indicados na carta do INE, responder às questões e quando terminar selecionar “Entregar”. Ainda assim, para aqueles que não conseguirem responder pela Internet, há outras formas de participar:

  • Telefone, para grupos da população com maior dificuldade na resposta pela Internet ou impedidos de contacto presencial;
  • E-balcão nas Juntas de Freguesia, mediante “condições de acessibilidade locais e em função da respetiva situação de saúde pública”;
  • Autopreenchimento dos questionários em papel entregues pelos recenseadores.

Será na “fase de conclusão dos Censos, a partir de 31 de maio, que a resposta resultará do contacto presencial dos recenseadores e apenas junto dos alojamentos que ainda não tenham respondido por outro modo”, esclarece o INE. O organismo ressalva que foi delineado “um Plano de Contingência de forma a garantir a realização da operação censitária com qualidade e protegendo a saúde de toda a população”.

O INE abriu um processo de recrutamento de 11 mil recenseadores, mas as candidaturas superaram largamento o número de vagas. Foram cerca de 60 mil as candidaturas a nível nacional para esta operação estatística, que passaram pelo processo de seleção pelas autarquias locais durante o mês de março.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Censos 2021 arrancam hoje com início da distribuição de cartas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião