Como manter a proximidade com o seu chefe à distância?

Entre os vários desafios que pandemia tem trazido, manter uma relação próxima e uma comunicação frequente com as chefias pode ser complicado. Conheça estas três dicas que prometem ajudá-lo.

A maioria dos escritórios continuam vazios, ou praticamente vazios. As empresas já se habituaram ao teletrabalho e as equipas a comunicar à distância. Mas, entre os vários desafios que o próprio modelo de teletrabalho traz, como a “febre” das videochamadas ou o cansaço que a pandemia tem provocado, manter uma relação próxima e uma comunicação frequente com o seu chefe pode ser complicado.

Estas são as dicas dos especialistas para não perder a visibilidade, a proximidade e a comunicação regular com as chefias. Verifique se já está a aplicá-las e pondere a implementação das estratégias que ainda não utiliza. De acordo com a Fast Company (acesso livre, conteúdo em inglês), são uma forma de captar a atenção dos seus superiores.

1. Garanta que o seu chefe está a par das suas tarefas e conquistas

Este é o conselho número 1 do especialista Neen James. “Todas as sextas-feiras envie ao seu manager uma lista de cinco tópicos que descrevam as suas realizações da semana”, começa por dizer. Além disso, a sua recomendação é que, mensalmente, resuma as suas principais tarefas concluídas e conquistas do mês e explique de que forma é que apoiaram a concretização dos objetivos da equipa e da empresa. O objetivo é, além de manter o contacto, garantir que o seu chefe está a par do seu trabalho.

2. Adapte a comunicação ao perfil do seu chefe

Saber qual o estilo e forma de trabalhar do seu manager é também crucial para adaptar a sua mensagem e fazer com que a comunicação seja mais eficaz. Existem quatro tipos de chefe: o lógico, analítico e orientado para os dados; o organizado, centrado e orientado para os detalhes; o apoiante, expressivo e emocional; e o estratega, integrador e orientado para as ideias.

  • Após identificar o perfil do seu chefe será mais fácil adaptar a comunicação. Por exemplo, o chefe lógico quer dados e factos. “Seja breve, sucinto, claro e preciso”, refere a Fast Company. “Pense nas suas ideias com antecedência e apresente-as num formato lógico”.
  • Já para o gestor organizado, apresente as suas ideias de forma sequencial, organizada e com cronogramas detalhados. “Na comunicação por email utilize bullet points para definir pontos principais e indicar as próximas etapas e deadlines”.
  • O chefe expressivo e emocional quer conversas informais, abertas e sinceras. “Querem saber quem está envolvido nos projetos”, preferem relações humanas e a proximidade.
  • Já o estratega prefere um panorama geral dos projetos e ideias, bastante visual e sem muito detalhes. “Querem uma visão geral e um quadro conceptual amplo, por isso limitam os detalhes. Nos emails forneça sobretudo imagem e evite demasiados detalhes no corpo do texto”.

3. Seja compreensivo e evite suposições

“Sempre que temos uma videochamada, temos de discutir as suas preferências na Netflix ou as últimas realizações escolares dos seus três filhos. Porque não ou podemos ir diretos ao assunto? Será que o meu chefe não percebe que está a fazer-me perder tempo?”. “Porque é que o meu chefe desliga a câmara durante as reuniões?”.

Seguramente que já ouviu ou proferiu algumas destas afirmações. O stress e o excesso de trabalho podem, por vezes, contribuir para enfatizar comportamentos com os quais não concorda, o que pode interferir com o seu trabalho no dia-a-dia. “Chegou a hora de quebrar esse ciclo”, escreve a publicação, sugerindo que seja mais compreensivo e tolerante. “Lembre-se, todos somos seres humanos e termos dias menos bons. Um pouco de humor nas nossas interações é tudo o que precisamos neste momento“.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Como manter a proximidade com o seu chefe à distância?

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião