PRA: Pedro Raposo passa a chairman e Miguel Miranda a managing partner

Após 20 anos, Pedro Raposo abandona o cargo de managing partner e assume a posição de chairman da PRA. O sócio Miguel Mirandapassa a managing partner.

A PRA-Raposo, Sá Miranda & Associados procedeu a uma reestruturação interna. O até então managing partner, Pedro Raposo, vai abandonar o cargo, após 20 anos, e assumir a posição de chairman do escritório. Por outro lado, será o sócio fundador, Miguel Miranda, que irá assegurar a pasta de managing partner.

O sócio fundador e agora managing partner centra a sua prática nas áreas de Comercial, Contratos e Concorrência. Miguel Miranda é ainda membro da Comissão de Concorrência da International Chamber of Commerce Portugal, membro da Task force “Private Enforcement” – International Chamber of Commerce (Paris), e árbitro do Centro de Arbitragem Comercial do Instituto de Arbitragem Comercial.

Para o novo chairman, Pedro Raposo, os escritórios não podem ser criados à imagem dos fundadores, devendo antes ser a imagem dos sócios e dos colaboradores. O sócio fundou a Pedro Raposo & Associados em 2001. É ainda membro da UIA – Union Internationale des Avocats e integra a lista de Árbitros da CONCÓRDIA – Centro de Conciliação e Mediação de Conflitos e Arbitragem e a lista de Árbitros do Centro de Arbitragem Comercial da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

PRA: Pedro Raposo passa a chairman e Miguel Miranda a managing partner

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião