GreenVolt inicia internacionalização com entrada na Polónia e Grécia

A GreenVolt pode passar a deter a totalidade do capital social e direitos de voto da V-Ridium, ou seja, um pipeline 2.800 MW na Europa. V-R Europe pode ter participação no capital social da GreenVolt.

A GreenVolt deu um passo para iniciar a sua internacionalização para a Polónia e Grécia depois de ter celebrado, em conjunto com a Altri (dona da energética portuguesa), um “memorando de entendimento com natureza não vinculativa” com a V-R Europe, segundo comunicado ao mercado esta segunda-feira.

Com a operação em causa, a GreenVolt “passará a deter a totalidade do capital social e direitos de voto da V-Ridium [subsidiária da V-R Europe], passando por sua vez a V-R Europe a ser titular de uma participação qualificada no capital social da GreenVolt, em percentagem determinável no IPO [oferta pública inicial]”.

Assim, a GreenVolt teria acesso a um pipeline de “projetos eólicos e solares, maioritariamente na Polónia e na Grécia, com cerca de 2.800 MW, dos quais mais de 1.500 MW se encontram em fase adiantada de desenvolvimento”.

No comunicado, a Altri sublinha a natureza não-vinculativa do acordo e esclarece que, por esta razão, “não existe ainda certeza quanto à concretização desta projetada operação”.

O comunicado serve, assim, para informar o mercado da possível participação da V-R Europe na GreenVolt, caso a operação se concretize. No máximo a 31 de outubro do presente ano a operação estará concluída.

“A possível concretização da operação acordada, enquadra-se no ambicioso projeto de expansão nacional e internacional da GreenVolt”, lê-se na nota. Em abril, a empresa liderada por Manso Neto (ex-CEO da EDP Renováveis) viu uma injeção de quase 70 milhões de euros por parte da dona, Altri, para a energética ser colocada em bolsa.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

GreenVolt inicia internacionalização com entrada na Polónia e Grécia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião