📹 Amnésia, trapalhadas e gargalhadas. As audições mais insólitas nos inquéritos à banca

Os assuntos tratados nas comissões de inquérito à banca são sérios. Ainda assim, as audições têm sido marcadas por momentos insólitos: muitas faltas de memória, trapalhadas e algumas gargalhadas.

Apesar da seriedade dos assuntos, as comissões de inquérito à banca têm sido pródigas em situações divertidas e hilariantes. Também não faltaram os momentos de amnésia que afetaram muitos dos protagonistas que passaram pelo Parlamento nos últimos anos, como foi o caso de Zeinal Bava sobre o colapso do BES.

Mais recentemente, foram os grandes devedores a assumirem destaque. Berardo riu-se no Parlamento quando lhe perguntaram se os bancos podiam penhorar as obras da sua coleção de arte. Moniz da Maia não sabia de quantas quantas empresas era administrador. Esta semana João Gama Leão fez jus ao apelido e também soltou as garras para atacar tudo e todos. Veja os momentos insólitos dos inquéritos à banca da última década.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

📹 Amnésia, trapalhadas e gargalhadas. As audições mais insólitas nos inquéritos à banca

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião