Critical TechWorks arrenda 10.000 metros quadrados no Parque das Nações

A empresa que resultou da joint-venture entre o BMW Group e a Critical Software vai mudar-se para o Parque das Nações em 2023.

A Critical TechWorks, empresa que resultou da joint-venture entre o BMW Group e a Critical Software, vai instalar-se no Parque das Nações, num edifício com 10.000 metros quadrados. É “uma das maiores operações de escritórios dos últimos tempos”, refere a consultora imobiliária JLL.

Ainda não está construída, mas já está arrendada. A K-Tower, no Parque das Nações, vai ser a casa da Critical TechWorks. O imóvel está a ser construído pela promotora belga Krest Real Estate Investment e ficará concluído em 2023, diz a JLL, em comunicado enviado esta segunda-feira.

O complexo K-Tower integra ainda o Moxy Hotel Lisboa Oriente, sendo que a torre de escritórios contempla 14 pisos acima do solo com uma área de aproximadamente 15.000 metros quadrados, incluindo estacionamento para mais de 154 carros. A Critical TechWorks vai ocupar, assim, quase a totalidade do edifício, que está a nascer na zona lateral da Gare do Oriente.

“Concretizar uma operação com esta dimensão para um projeto que está em construção numa conjuntura ainda marcada pela pandemia, é uma evidência da confiança do tecido empresarial na recuperação da economia”, diz Mariana Rosa, head of leasing markets advisory da JLL, citada em comunicado. “Trata-se de um dos mais emblemáticos edifícios de escritórios atualmente em desenvolvimento”.

Do lado da Critical TechWorks, o CFO Paulo Guedes comenta: “Esta operação é um reforço da nossa aposta no talento português e da confiança de que o trabalho que desenvolvemos hoje tem realmente impacto no futuro e tornar-se-á cada vez mais indispensável, à medida que os automóveis se irão diferenciar mais pelo software, do que pela máquina em si”.

Já Claude Kandiyoti, CEO da Krest Investments, refere que este edifício atende “às exigências da nova geração de escritórios” e “oferece todos os atributos que são hoje tão importantes no ambiente de trabalho — luz natural, jardins, grandes áreas e fácil mobilidade”. “Desde o dia da sua conceção que queríamos um edifício sustentável e que fosse intemporal, fazendo com que os seus ocupantes se sentissem em casa no seu local de trabalho”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Critical TechWorks arrenda 10.000 metros quadrados no Parque das Nações

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião