Afinal, não haverá público na última jornada do campeonato de futebol

Liga diz não estarem reunidas condições para a realização de novos testes pilotos com público na última jornada da Liga Nos. Justifica com incerteza sobre regras e equidade entre equipas.

Afinal, não vai ser possível ter público nas bancadas para a última jornada do Campeonato nacional de futebol. Liga Portugal diz não estarem reunidas condições para a realização de novos testes pilotos com público na última jornada da Liga Nos, devido à “incerteza” sobre as condições das autoridades de saúde, que complicam a preparação de um plano. “Equidade” entre competidores também pesou.

Os membros da Direção deliberaram, por unanimidade, não estarem reunidas as condições para a realização dos referidos testes e, em consequência, não autorizar a respetiva realização”, lê-se num comunicado da Liga Portugal. “Na incerteza, que permanece, sobre as condições que as autoridades de saúde poderão vir a fixar, seria impossível preparar um plano de implementação a um dia da realização dos jogos”, explicitam.

Para além disso, “acresce a circunstância de, ao contrário do defendido pela Liga Portugal, a penúltima jornada não ter tido público nos estádios”. Para a entidade, “permitir que apenas uma parte das equipas pudessem ter o seu público presente nesta jornada decisiva, constituiria uma grave entorse à verdade desportiva e à equidade entre os competidores”.

A Liga aponta que se desconhecia em concreto o detalhe da obrigatoriedade das pessoas admitidas aos estádios serem sujeitas a testes à Covid-19, o que diz ser “uma solução totalmente discriminatória em relação às demais atividades, muitas delas desenvolvidas em espaços fechados, e que já recebem público”.

Os detalhes para a realização do evento ficaram assim por esclarecer, segundo a Liga, que adianta mesmo que a Direção Geral de Saúde (DGS) ainda não fez chegar o parecer com orientações específicas.

“Ainda que a tutela e a DGS formalizem a autorização que se solicitou há uma semana, o prazo de 48 ou menos horas para ajustar a organização dos jogos às regras, que ainda se desconhecem, não é consentâneo com a exigência operacional que o futebol profissional se impõe e de si próprio exige, na proteção da sua boa imagem e, o que é mais relevante, no contributo que, ao longo de toda a pandemia, tem dado na promoção – também pelo exemplo – dos comportamentos responsáveis a que são chamados todos os Portugueses”, reiteram.

A última jornada fica assim sem público, mas a Liga compromete-se a “encetar, desde já, todos os necessários contactos com a Tutela e com as autoridades de saúde para que, logo desde o início da próxima época 202I-22 possa retomar-se progressivamente a normalidade das assistências de público nos estádios das competições profissionais de futebol”.

De recordar que a final da Liga dos Campeões terá lugar no Porto, no Estádio do Dragão, a 29 de maio, com público nas bancadas: poderão estar 12 mil pessoas, seis mil de cada equipa a assistir ao jogo.

(Notícia atualizada às 11h30)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Afinal, não haverá público na última jornada do campeonato de futebol

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião