Canadianos investem 56 milhões em hotel no Porto e vão criar 140 postos de trabalho

O Renaissance Park Hotel vai contar com 163 quartos, piscina panorâmica no último andar, bar e esplanada, restaurante e centro de congressos.

A Mercan, em parceria com a Referência Arrojada (RA Group), está a reforçar a presença em Portugal e vai investir 56 milhões de euros num novo hotel na cidade do Porto. O empreendimento intitulado de “Renaissance Park Hotel – Porto” vai localizar-se junto à igreja da Lapa, num dos bairros mais históricos da Invicta.

Está previsto que o Renaissance Park Hotel – Porto tenha uma área de cerca de 14 mil metros quadrados, 163 quartos, piscina panorâmica exterior no último andar com uma “vista deslumbrante” para a cidade portuense com bar e esplanada, restaurante com capacidade para 250 pessoas e um centro de congressos com capacidade até 600 utilizadores. O projeto arquitetónico conta com a assinatura da Visioarq Arquitectos e interiores do estúdio Broadway Maylan.

A primeira pedra do Renaissance Park Hotel – Porto, marca do universo Marriott, foi lançada a 19 de maio com a presença do vice-presidente da Câmara Municipal do Porto que marcou de forma simbólica o início da construção deste projeto que deverá ficar concluído dentro de 18 meses.

“Acreditamos no potencial do turismo em Portugal e estamos convictos de que o país tem todas as condições que justificam a aposta neste setor tão afetado pela pandemia. Razões que nos levam não só a manter, como a reforçar o nosso posicionamento em Portugal, mesmo face à atual conjuntura económica e quase em contraciclo”, explica Jordi Vilanova, vice-presidente do Grupo Mercan, em comunicado.

O Renaissance Park Hotel – Porto vai criar 140 postos de trabalho diretos e já durante a fase de construção irá contar com 110 trabalhadores em permanência. O vice-presidente do Grupo Mercan explica ainda que os projetos hoteleiros que o grupo quer desenvolver em vários pontos do país “têm um peso relevante na criação de emprego, tanto nas fases de desenvolvimento e construção, como na futura gestão hoteleira, que será de longo prazo”.

Para Jordi Vilanova, vice-presidente do Grupo Mercan, “este projeto é um exemplo da boa aplicação do investimento estrangeiro via Vistos Gold, contando com 160 investidores internacionais. Além de contribuir para a criação de emprego e impulsionar o turismo na região, este projeto vai ainda ceder 17.700 metros quadrados à cidade, dos quais 14.600 metros quadrados estão destinados à edificação do Parque Urbano da Lapa que poderá ser usufruído pelos moradores e visitantes do Porto”.

O arranque da construção do Renaissance Park Hotel – Porto acontece meses depois do início dos trabalhos para o novo Four Points by Sheraton em Matosinhos. Um investimento de 20 milhões de euros do Grupo Mercan, que deverá estar concluído no final deste ano, e que irá criar 50 postos de trabalho.

O grupo canadiano chegou a Portugal em 2015 em parceria com a Referência Arrojada e conta atualmente com 12 projetos em Portugal em localizações como Porto, Gaia, Matosinhos, Amarante e Évora.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Canadianos investem 56 milhões em hotel no Porto e vão criar 140 postos de trabalho

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião