Acabou o espaço gratuito ilimitado no Google Fotos

As fotografias e vídeos que carregar a partir de agora para o Google Fotos passam a contar para o armazenamento total da sua conta Google. Mais 100 GB custam 1,99 euros por mês.

Se usa o Google Fotos para guardar as suas memórias, não temos boas notícias para si. O armazenamento grátis e ilimitado de fotografias foi descontinuado esta terça-feira. Significa que, a partir de agora, todas as imagens que carregar para a aplicação passam a contar para o limite global da sua conta Google.

Esta alteração tinha sido anunciada pela multinacional no ano passado e entrou em vigor esta terça-feira, 1 de junho, como era esperado. Os utilizadores que vão ser afetados pela mudança têm vindo a ser alertados pela Google nos últimos meses. Em alternativa, a empresa sugere a subscrição de espaço adicional no Google Drive, a cloud da Google.

Até aqui, a tecnológica oferecia duas modalidades de armazenamento de fotografias no Google Fotos. Os utilizadores podiam escolher guardar os ficheiros originais, cujo espaço contava para a quota da Drive, ou uma versão de tamanho mais reduzido das imagens, a que a Google chamava de “armazenamento em alta qualidade”, e que era ilimitado.

Como a perda de qualidade das imagens era praticamente impercetível, milhões de utilizadores, sobretudo do Android, usavam este serviço para arquivar as suas fotografias ao longo dos anos. Mas essa era chegou ao fim esta terça-feira: “A partir de 1 de de junho de 2021, as fotos e os vídeos novos com cópias de segurança em alta qualidade serão contabilizados no armazenamento gratuito da sua conta Google”, avisou a empresa.

“Atualmente, mais de mil milhões de pessoas fazem cópias de segurança de 28 mil milhões de fotos no Google Fotos todas as semanas. Para armazenar ainda mais memórias e permitir o acesso às mesmas no futuro, estamos a implementar esta alteração”, justificou também a multinacional. A Google cobra 1,99 euros por mês por 100 GB.

Quanto às fotos e vídeos que tem no seu Google Fotos, estes ficheiros não serão afetados pela mudança. Ou seja, segundo a Google, não vão contar para o armazenamento da conta Google, como acontecia até aqui.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Acabou o espaço gratuito ilimitado no Google Fotos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião